Professores da rede estadual de ensino se preparam para nova greve. O movimento paredista está previsto para ser iniciado no período de férias, o que daria 30 dias para o governador atender os pleitos do magistério ou entrar em mais um desgaste após o período de recesso escolar.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.