A Polícia Federal acaba de se instalar no prédio da Assembléia Legislativa de Alagoas. Por essa razão, a sessão plenária foi suspensa. É a operação “Taturana” com objetivo de desmontar a organização criminosa naquela Casa, acusada de fraude no imposto de renda, no valor de R$ 200 milhões em cinco anos.

O próximo passo da operação Taturana será na Assembléia Legislativa do Maranhão, onde alguns atuais parlamentares e ex-parlamentares fraudaram o imposto de renda em R$ 10 milhões. A Polícia Federal vem investigando a AL há mais de cinco anos. Deputados, ex-deputados, mãe de deputados, mulheres de deputados e de ex-deputados já foram ouvidos pela Polícia Federal do Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.