Não resta a menor dúvida de que a operação de resgate da primeira dama de Buriticupu, Betel Gomes, e da professora Raimunda, sequestradas ontem à tarde, foi exitosa. Mas as duas foram ao desespero quando policiais trocaram tiros com o sequestrador (foto abaixo) e uma das balas acertou o para-brisa traseiro. “Elas ficaram em pânico”, contou a assessora da primeira dama. 

Os três sequestradores não saíram do carro nem quando ligaram para familiares de Betel tentando negociar o resgate no valor de R$ 50 mil. Quando foram avistados, em um bairro da cidade de Açailândia, dois empreenderam fuga e apenas o cabeça Dhones Rodrigues Silva ficou dentro do carro com as sequestradas. Um tiro acertou o pneu do carro, que se desgovernou e bateu numa calçado, momento em que os policiais aproveitarem a prenderam o sequestrador.

Ele é filho do casal de caseiros que trabalhava na chácara do prefeito de Buriticupu. Dhone morava em Uberlândia, em Minas, quando veio morar com os pais. Ele planejou todo o sequestro.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.