Manifesto

Lideranças sindicais ligadas aos servidores públicos municipais preparam manifesto sobre a sucessão do prefeito Tadeu Palácio.

O Blogue teve acesso ao documento, que será distribuído na segunda-feira nas repartições públicas. No manifesto, as lideranças condenam algumas pré-candidaturas, notadamente a de João Castelo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Nome de Julião

Pedetistas históricos querem reunir na mesma mesa do PDT o governador Jackson Lago e o prefeito Tadeu Palácio, dia 31, segunda-feira na sede do partido.

Na ocasião, o deputado federal Julião Amin discorrerá aos membros do PDT sobre sua pré-candidatura a prefeitura da capital.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Jackson confirmado

A sondagem dos pedetistas, por enquanto, concentra força no convencimento ao prefeito Tadeu Palácio para que compareça ao evento de Julião Amin.

Jackson Lago, segundo soube a coluna, já confirmou presença. E pretende levar o maior número possível de históricos do partido ao encontro.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Posição de Tadeu

O prefeito de São Luís, Tadeu Palácio, reafirmou ao radialista Tony Castro, da Educadora, que o nome de sua preferência para disputar a sucessão em São Luís será mesmo de um membro da sua equipe.

Dos quatro membros, Canindé Barros é o que tem melhor posição nas sondagens.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Rachado

A divisão dentro do PDT pode deixar o partido aos cacos, antes mesmo das convenções partidários. O partido de Jackson Lago tem mais de um candidato em diversas cidades.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Trator roubado no Piauí estava alugado para o Governo do Maranhão

Foto do trator que a Polinter do Piauí apreendeu no município de Piracema do São Mateus, no Maranhão

O delegado Francisco das Chagas Costa, o “Bareta”, titular da Delegacia da Polinter do Piauí, localizou e apreendeu no município de Piracema do São Mateus, no Maranhão, a enchedeira que no dia 8 de outubro de 2007 foi tomada durante um assalto no Povoado Alegria, na zona rural de Teresina. A máquina estava alugada para o Governo do Estado do Maranhão.

A enchedeira foi alugada pelos empresários Eduardo José Barros Costa, dono da Imperador Empreendimentos e Construção Ltda, José Raimundo Tales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”, responsável pela distribuição de Coca-Cola em Santa Inês, e Marcos André Brás Mendonça, o “Marquinho”, dono de uma cerâmica em Zé Doca. Os três recebiam mensalmente do Governo do Estado R$ 10 mil pelo aluguel da máquina. Ela estava sendo usada na construção de estradas na região de Piracema do São Mateus.

Para poder alugar a enchedeira roubada, os empresários teriam conseguido até uma nota fiscal falsa da Tratorpila do Brasil Ltda, em Belo Horizonte. A nota já está em poder da polícia.

“Já estou solicitando a prisão dos empresários”, informa o delegado “Bareta”, que desde o início da Operação Serra Pelada já apreendeu dez máquinas no Maranhão, que foram roubadas no Nordeste. Todas prestavam serviços para o poder público.

delegado Francisco das Chagas Costa, o “Bareta”

Na próxima segunda-feira (31/03), o delegado “Bareta” começa a ouvir os prefeitos do Maranhão que usavam as máquinas roubadas. O primeiro será Francimar Marcolino da Silva, o “Mazim”, prefeito de Governador Newton Bello. O depoimento dele está marcado para às 9h de segunda-feira (31). Depois serão interrogados prefeito de Nova Olinda, Hemetério Weba, o vereador Odonires Cabral, de Santa Inês, José Augusto, prefeito de Bela Vista e José Uilson Silva Brito, prefeito de Araguanã (Maranhão).

Fonte: Portal AZ

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bancada omissa

Programa de Aceleração do Crescimento

O Maranhão tem 21 representantes no Congresso Nacional. São 18 deputados federais e três senadores. Quando é para defender os interesses do Maranhão, juntando tudo, não temos nada. Agora, em se tratando de interesses pessoais…

O Presidente Lula acaba de anunciar a execução de 1.800 obras em todo o país. É um conjunto do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) voltado para as áreas de saneamento e habitação. O Maranhão, é bem verdade, foi contemplado.

Porém, pasmem, senhores! Fomos beneficiados com menos de 3% do volume total das obras. Os vizinhos: estados do Piauí, Ceará e Pernambuco estão com posições mais privilegiadas. Motivo: a briga das bancadas pela inclusão de seus estados no programa.

Na Bahia, assim como em Pernambuco e Ceará, os políticos (senadores e deputados federais) unem-se pela alocação de verbas para seus estados. Aqui, como sempre foi, a coisa é diferente.

Enquanto os estados vizinhos vão abiscoitar mais de R$ 500 milhões para obras prioritárias, o esquecido Maranhão terá apenas R$ 10 milhões do PAC. Uma lástima.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Recursos presos no BNDES

A Prefeitura Municipal de São Luís tem dois projetos de suma importância para o maior problema urbano da capital: o trânsito. São recursos da ordem de mais de R$ 100 milhões.

Questões de trânsito, em toda capital, se revolvem com construção de novas vias, viadutos e outras alternativas para desafogar o tão complicado fluxo de veículos.

Para isso, as prefeituras necessitam de recursos. Ou de projetos que envolvam a liberação de verbas. Não tem sido diferentes nas outras capitais.

A bancada federal do Maranhão sabe do pleito da Prefeitura de São Luís junto ao BNDES. O que tem feito para que os recursos possam ser liberados? Nada! Embora quatro dos membros da atual bancada estejam postulando o cargo de prefeito de São Luís. São eles: deputados Pedro Fernandes, Gastão Vieira, Waldir Maranhão e Flávio Dino.

Não se sabe até agora de nenhuma iniciativa dos postulantes para que os recursos do BNDES sejam liberados. Mas, no bojo da campanha, criticam o trânsito da capital quando parte da solução dos problemas está ao alcance de cada um. E nenhum deles faz sua parte. Cumpre o seu papel.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Lobão inicia articulações I

ministro de Minas e Energia, Edson Lobão

O ministro de Minas e Energia tem sido procurado com freqüência por prefeitos maranhenses, inclusive o que fazem parte da base do Governo do Estado.

Gentleman, Lobão tem atendido a todos, sem distinção de credo ou cor partidário. Boa parte dos pleitos dos prefeitos diz respeito ao programa Luz Para Todos. Outros chegam até a reclamar ao ministro que não estariam sendo bem tratados por alguns secretários estaduais. Lobão, experiente, apenas ouve calado.

Lobão inicia articulações II

Sondado por alguns prefeitos se sairá candidato a governador em 2010, o ministro tem sempre dito que ainda é prematuro falar sobre o assunto. Que sua preocupação agora está voltada unicamente para o setor elétrico do país.

“A minha missão agora é trabalhar pelo Brasil, sem, jamais esquecer o Maranhão, que tem um déficit enorme no setor elétrico”, diria dito Lobão a um prefeito da Baixada.

Lobão inicia articulações III

Preocupado com as inúmeras reclamações de que o programa Luz Para Todos, no Maranhão, não chegou de longe a atingir a média nacional, o ministro de Minas e Energia decidiu tomar providências.

A primeira delas será a realização de encontro com os prefeitos dos municípios nos quais existem povoados não contemplado pelo Luz Para Todos.

Lobão inicia articulações IV

Sem data ainda acertada, o encontro servirá para que o ministro ordene a execução das obras que irão beneficiar mais de 50 mil famílias, principalmente nas regiões da Baixada e do Alto Sertão, onde nasceu Lobão. Ele é de Mirador.

Do encontro, devem participar também prefeitos de outros municípios que pretendem levar reivindicações diferentes ao ministro. Lobão que reunir o maior número possível de lideranças ao evento.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Famem com Lobão

Ao contrário do que era esperado, o encontro não será coordenado por aliados da senadora Roseana Sarney, que ainda mantém um grupo expressivo de prefeitos ao seu lado.

O evento político, na verdade, terá o comando da Famem, que congrega os 217 prefeitos do Maranhão, sob a batuta do regente reinaldista Tema Cunha.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Atrapalho

Tem assessora de imprensa que quando não atrapalha, estraga ou joga água suja nas relações entre alguns veículos de comunicação e a companhia para qual diz que trabalha.

Pelo andar da carruagem, seu chefe terá muito trabalho, inclusive na intermediação das questões com as comunidades. A depender da assessora, carregará nas costas volumoso fardo de brita.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Fantasmas

Por falar em assessoria de imprensa, a Caema não vive mais aqueles momentos de glória na área. Antes, respondia a todas as reclamações, inclusive de ouvintes de emissoras de rádio.

Hoje, ao que parece, a assessoria de imprensa ficou mais com cara de Pluft, o Fantasminha. Não se acha ninguém.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.