O movimento, que começou nos anos 2000, e ganhou força a partir de 2012, chega forte na capital maranhense e se fortalece com a presença na juventude, despertando a carreira de quem gosta de protestar usando a música para denunciar situações desfavoráveis no país.

Jovens estudantes do Dom Bosco entraram no ritmo, combinando sintetizadores, melodias, uma variação do rap e de outros gêneros com os arranjos da música eletrônica, tornando os embalos mais dançantes.

Veja abaixo o trap Vulcano em um ritmo pra lá de gostoso:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.