O médico Mariano de Castro (na foto abaixo com o secretário de Saúde, Carlos Lula), o homem que operou o desvio de R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão, morreu asfixiado no dia 12 deste, por volta das 19h. No mesmo dia, chegou ao Superior Tribunal de Justiça pedido de Habeas Corpus impetrado pelo secretário de Estado de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, com a intenção de trancamento de ação penal da operação “Sermão dos Peixes”, contra ele, levada a efeito pela Polícia federal e que desvendou toda a roubalheira praticada de 2015 a 2017 em nosso Estado. O impetrado é o Procurador Regional da República da 1ª Região. 

A impetração, conforme documento abaixo, foi encaminhada ontem ao ministro Ribeiro Dantas, da 5ª Turma e tem como impetrante o secretário e advogado Carlos Lula, e como advogado  Pedro Carvalho Chagas.

Confira a fase de tramitação no Superior Tribunal de Justiça:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.