O líder da oposição na Assembléia Legislastiva, deputado Edivaldo Holanda, começa a dar trabalho ao novo governo. Fez algumas denúncias que merecem ser chamadas a atenção. Porém, ontem foi na contramão dos que prezam pela vida dos próximos.
Dois dias antes cobrou do governo a imediata reposição dos medicamentos de atenção básica para evitar que as pessoas cadastradas, sem a falta dos remédios, venham a falecer.
Para fazer a reposição do medicamentos, a secretararia de Saúde terá que comprar os lotes com dispensa de licitação, pois pela via do processo licitatório levará no mínimo 90 dias para adquirí-los e até lá muita gente já morreu.
Estranhamente, Holanda criticou ontem Ricardo Murad, secretário de Saúde, por adotar a dispensa de licença para comprar os remédios. Assim perde a credibilidade.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.