Neto Ferreira 

O Ministério Público, por meio da 36ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, instaurou um inquérito para apurar indícios de irregularidades no uso de recursos públicos oriundos de emendas parlamentares pela Liga Feminina Comunitária Jardim São Cristóvão, mais conhecida como Escola Comunitária Jardim de Infância Branca de Neve, localizada em São Luís.

Sob o comando do promotor Nacor Paulo Pereira dos Santos, as investigações iniciaram a partir de denúncias veiculadas pela imprensa local, nas quais relatavam possíveis falhas na utilização de R$ 180 mil pela unidade escolar comunitária.

Segundo informações, vereadores destinaram emendas individuais via Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (SEMSA) para a Liga Feminina no valor citado acima. Os recursos foram destinados a partir da celebração do Termo de Colaboração nº 010/2021 firmado entre a pasta e a escola.

De acordo com Nacor dos Santos, o inquérito busca apurar se, de fato, houve uma regular prestação de contas da verba pública por parte da unidade .

As investigações já estão em fase de coleta de depoimentos, diligências e tem prazo de um ano para serem concluídas.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.