Aos oito anos, maranhense vence concurso nacional de ‘Mini Miss’ e vai representar o país na França

    G1 MA

    A maranhense Lara de Mello Domingues, de oito anos, venceu o concurso Mini Miss Brasil, realizado no último sábado (14), em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

    A maranhense Lara de Mello Domingues, de oito anos, foi coroada como Mini Miss Beleza Fashion Brasil. — Foto: Arquivo pessoal

    A menina disputou o título com outras 31 candidatas do Brasil e com a vitória, vai representar o país no Mini Miss Mundo, que será realizado em Paris, na França.

    Ao g1, a pequena miss maranhense conta que ficou muito emocionada com a vitória, principalmente por conta do período dedicado ao aperfeiçoamento nas etapas do concurso, onde conquistou o primeiro lugar.

    Eu senti uma emoção muito grande e uma gratidão enorme por ter conquistado esse título de Miss Brasil, porque eu sei o quanto eu me dediquei para isso“, conta Lara de Mello.

    Lara de Mello Domingues [no meio] participou da edição do concurso em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul (MS) — Foto: Arquivo pessoal

    Durante o concurso, a maranhense natural de Imperatriz, cidade localizada a 629 km de São Luís, ainda ganhou os títulos de Mini Miss Brasil Talento e Mini Miss Fotogenia.

    Apesar da pouca idade, a menina já vem despontando no cenário dos concursos de beleza do Brasil e do Maranhão. Em 2020, ela também foi coroada como Miss Imperatriz e Miss Maranhão.

    Devido a pandemia de Covid-19, a mãe da menina, Vanessa de Mello Domingues, explicou que a filha precisou deixar de participar dos concursos. Agora, com a retomada dos eventos, a menina está animada para retomar a carreira.

    Segundo Lara de Mello, a preparação para a próxima etapa do concurso ainda não começou, mas deve começar muito em breve. Entre os detalhes que ainda serão acertados, estão o modelo do vestido que será usado e o aperfeiçoamento na língua francesa, já que o evento será realizado em Paris.

    A preparação ainda não começou ainda, mas vai começar logo logo. Eu ainda vou sentar com meu estilista para saber sobre meu vestido, vou fazer aula de passarela, também vou treinar bastante minha oratória, também vou começar a fazer aulas de francês e treinar mais meu inglês”, disse.

    Lara de Mello conta que a carreira como miss deve encerrar logo após a participação no Mini Miss Universo. A maranhense conta que a prioridade, a partir deste momento, será a dedicação aos estudos e em uma futura carreira como atriz.

    Provavelmente a minha carreira vai terminar no Miss Universo em Paris, no ano que vem. Porém, agora eu vou me priorizar e me dedicar aos estudos, porque é minha prioridade agora é focar na escola. E também na minha carreira como atriz”, explica Lara.

    A maranhense disputou o título com outras 31 candidatas do Brasil. — Foto: Arquivo pessoal

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    PRF apreende 13,7 Kg de maconha em bagageiro de ônibus na BR 010; passageiro é preso

    Por volta das 20h30min do dia 12 de maio de 2022, em frente à Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal em Imperatriz, altura do km260 da BR010, a equipe deu ordem de parada a um ônibus de passageiros que seguia de Goiânia/GO com destino a Belém/PA.

    Foto Reprodução

    Durante a fiscalização do veículo e dos passageiros, foram encontrados 13,7 quilos de maconha em uma das bagagens acondicionadas no bagageiro do ônibus, que estava identificada com o tíquete de numeração vinculado a um dos passageiros, tendo este assumido a posse da droga e que a teria embarcado com ela em Goiânia/GO após tê-la recebido em Brasília/DF. O destino do entorpecente seria Belém/PA.

    O envolvido informou ainda que o remetente da droga entrou em contato com ele por meio de uma terceira pessoa, uma mulher natural de Belém/PA, a quem este já conhece há cerca de 1 ano e 4 meses e que está residindo em Brasília/DF.

    Desta forma, o passageiro do ônibus foi enquadrado como autor da tipificação criminal prevista no artigo 33 da lei 11.343/2006, a qual define o crime de tráfico de entorpecentes. Assim, o envolvido foi apresentado à cautela do plantão central da Polícia Civil.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    PRF apreende mais de 40 kg de maconha e cocaína avaliados em R$ 445 na BR 010

    Durante abordagens de rotina na BR-010, em Imperatriz, equipes da Polícia Rodoviária Federal apreenderam 39, 3kg de maconha e 2kg de cloridrato de cocaína em fiscalização a passageiros de ônibus, na quarta-feira (4), causando um prejuízo de R$ 445 mil ao tráfico de drogas.

    Foto Divulgação: PRF

    Por volta das 11h, em frente à Unidade Operacional (UOP) de Imperatriz, PRFs deram ordem de parada a um ônibus interestadual que seguia de Palmas/TO com destino a Teresina/PI.

    Durante as fiscalizações de praxe, um adolescente de 17 anos foi flagrado transportando em sua mochila aproximadamente 2 quilos de cloridrato de cocaína, o que em valores monetários equivale a R$ 360 mil.

    O menor disse ser estudante residente em Codó, tendo viajado apenas para receber a droga e levá-la à sua cidade. O bilhete de passagem apresentado pelo jovem tinha como origem Imperatriz/MA e destino final Teresina/PI.

    O adolescente foi apresentado à cautela do Plantão Central da Polícia Civil-MA em Imperatriz.

    No começo da noite, outro caso foi registrado também em abordagem a um ônibus. Durante a fiscalização, foram identificadas bagagens que continham pacotes prensados de maconha, sendo dois homens e uma mulher responsáveis pela droga.

    Todos declararam que foram contratados por um outro passageiro do ônibus, para levar o entorpecente de Goiânia/GO, até a cidade de Matinha/MA. Foram apreendidas 59 barras de maconha, totalizando 39,3kg da droga.

    Os envolvidos e entorpecentes foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil pelo crime de tráfico de drogas.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    PRF apreende 53kg de maconha na BR-010; droga estava escondida na bagagem de duas mulheres

    Na madrugada desta sexta-feira (18), a Polícia Rodoviária Federal no Maranhão registrou um caso de tráfico de drogas em abordagem de rotina no km 260 da BR-010, município de Imperatriz.

    Foto Divulgação: PRF

    Os policiais deram ordem de parada a um ônibus e, durante a fiscalização no compartimento de bagagens, duas malas chamaram a atenção da equipe.

    As duas malas seriam de duas passageiras que, após entrevista, confessaram terem recebido as malas com quatro barras de maconha, cada, de uma pessoa que não souberam informar o nome, no Rio de Janeiro há dois dias.

    Elas ainda informaram que receberiam o valor de R$ 2.000,00, cada uma, para levar o entorpecente até a cidade de Belém/PA.

    Os policiais apreenderam 53,06kg de maconha, além de valores em dinheiro, celulares, documentos e outros itens nas bagagens.

    As envolvidas foram encaminhadas para a polícia judiciária, para os procedimentos de praxe.

    Foto Divulgação: PRF

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    PRF prende estelionatários com 17 identidades falsas escondidas em forro de veículo na BR 010

    Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal prendeu ontem (4), durante abordagens de rotina no km 260 da BR 010, no município de Imperatriz no Maranhão, um homem de 44 anos que não teve o nome revelado, condutor de um veículo I/Fiat Siena Hlx , cor cinza, e mais outra pessoa.

    Veículo onde estavam escondidos os documentos falsos

    Após revista no referido carro foram encontradas, escondidas no forro do teto do veículo, 17 carteiras de identidade falsas, sendo, dez ostentando a imagem do condutor e três ostentando a imagem da passageira, três ostentando a imagem de um homem (ausente), que segundo o condutor faz parte da quadrilha e uma ostentando a imagem de outra pessoa, que também faz parte da quadrilha.

    Ao serem inquiridos sobre o motivo da viagem e os documentos falsos, ambos disseram que iriam aplicar “golpes” no comércio da cidade de São Luís.

    Diante das informações prestadas e do material apreendido, foi constatado, a princípio, a prática dos crimes de estelionato e falsificação de documento público. Ato contínuo, foi dado voz de prisão em flagrante aos ocupantes do veículo e em seguida, após os procedimentos administrativos de praxe, foram encaminhados ao plantão central da Polícia Civil.

    No decorrer das atividades policiais, procederam-se as seguintes apreensões: 11 cartões bancários, 02 CNHs, 17 RGs falsos, 02 RGs verdadeiros , 01 Notebook, 02 Telefones Celulares, 01 veículo I/Fiat Siena Hlx , cor cinza, R$140,00, 02 relógios, 01 CRLV do veículo I/Fiat Siena Hlx, cor cinza. Roupas e materiais diversos (ficaram dentro do veículo).

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Madeira chama Assis Ramos de mentiroso e idiota e que o prefeito forjou uma empresa de lixo

    “Esse Assis Ramos é um mentiroso e idiota que mandou um mestre de obras criar uma empresa para coletar lixo com um capital inicial de R$ 120 mil e depois alterou para R$ 2 milhões e ganhar R$ 35 milhões ao ano, o que significará um rombo aos cofres da prefeitura”, assim reagiu o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, ao comentar com o titular do blog sobre as insinuações do prefeito de que a Brasmar teria pago propinas.   

    Madeira garantiu que nos dois mandatos gastou apenas R$ 68 milhões com a Brasmar na coleta de lixo e que a Redenção, contratada por Assis Ramos para a coleta de lixo, não tem suporte para realizar os serviços.

    Abaixo a nota de esclarecimento do ex-prefeito:

    Circulam notícias de que durante minha gestão à frente do Município de Imperatriz, foram efetuados 100 (cem) faturas com valores mensais de R$ 2.000.000,00 (Dois milhões de reais), totalizando R$ 200.000.000,00 (Duzentos milhões de reais). Dinheiro esse, gasto com o recolhimento do lixo. Não é verdade!

    Vamos aos fatos:

    R$ 68.791.438,49 (Sessenta e oito milhões, setecentos e noventa e um mil, quatrocentos e trinta e oito reais, quarenta e nove centavos). Essa é soma total e a verdade dos valores gastos.

    Antes de qualquer coisa, os dados fornecidos a seguir estão no Balanço Consolidado do Município de Imperatriz e no Portal da Transparência, portanto, disponíveis a qualquer cidadão, à comunidade, ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. Inclusive, daqueles que discordarem dos números ora apresentados. A empresa Brasmar prestou serviços de limpeza urbana no período de junho de 2013 à dezembro de 2016, período esse, em que foram pagas 42 (quarenta e duas) faturas, assim somadas, ano a ano:

    2013: R$ 7.998.506,29 (Sete milhões, novecentos e noventa e oito mil, vinte e nove centavos);

    2014: R$ 16.971.427 , 13 (Dezesseis milhões, novecentos e setenta e um mil, treze centavos);

    2015: R$ 20.493.696,94 (Vinte milhões, quatrocentos noventa e três mil, seiscentos noventa e seis reais, treze centavos); 2016: Dois pagamentos:

    1.BRASMAR Limpeza Urbana Ltda – EPP

    R$ II .941.285,63 (Onze milhões, novecentos quarenta e um mil, duzentos oitenta e cinco reais, sessenta e três centavos);

    2.BRASMAR Construções e Incorporações Ltda

    R$ I I .386.522,50 (Onze milhões, trezentos e oitenta e seis, quinhentos e vinte e dois, cinquenta centavos.

    Portanto, a soma dos valores pagos é de R$ 68.791.438,49 (Sessenta e oito milhões, setecentos noventa e um mil, quatrocentos trinta e oito reais, quarenta e nove centavos). Essa é soma total e a verdade dos valores gastos.

    Sebastião Madeira
    Ex-prefeito de Imperatriz-MA.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeito de Imperatriz insinua que empresa de coleta de lixo pagava propina

     “Mais abrangente ainda, seria apurar toda a saída de dinheiro dos cofres da Brasmar. Talvez, assim, saberíamos porque a empresa, depois de tanto tempo de altos faturamentos, não tenha nem como honrar com os seus empregados”, disse o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, sobre o esforço e interesse de um grupo de vereadores para instalar a CPI do lixo e mirando no ex-prefeito Sebastião Madeira, 

    As declarações do prefeito insinuam que o contrato superfaturado com a empresa coletora de lixo, a Brasmar, jorrava em lugares (bolsos) diferentes, tanto que ela não tem conseguido pagar seus funcionários.

    Assis Ramos estranha ainda que vários setores, incluindo alguns vereadores e outros políticos, lutem “pela manutenção nas entranhas das contas da prefeitura, de uma fornecedora notabilizada por já ter recebido mais de R$ 200 milhões do município sem nunca ter se submetido a uma licitação”.

    O prefeito chega a chamar de  “a defesa escancarada pela manutenção de um modelo escandalosamente ilegal que, por sinal, já condenou em segundo grau quem a admitiu”.

    Porém, ele pisa na bola ao defender uma empresa (Redenção) despreparada para realizar os serviços da coleta de lixo em Imperatriz. Com um contrato estimado em até R$ 35 milhões, a empresa foi praticamente presenteada pela forma como se deu o processo licitatório.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Edilázio denuncia abandono do Governo à cidade de Imperatriz

    O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) externou, na sessão de hoje, no Legislativo Estadual, um apelo feito pelo prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (PMDB) ao governador Flávio Dino (PCdoB), na ocasião de audiência do Parlamento Amazônico realizada naquela cidade, na última quinta-feira.

    De acordo com Edilázio, Ramos afirmou que Flávio Dino abandonou a cidade da Região Tocantina após o período eleitoral do ano passado, quando o Palácio dos Leões perdeu a eleição com a então candidata Rosangela Curado (PDT).

    “O prefeito Assis Ramos externou não só o sentimento dele, mas de toda a cidade de Imperatriz, de descaso do governador Flávio Dino com aquele município. Ele citou como exemplo o município vizinho, Açailândia, que foi contemplado recentemente com R$ 6 milhões para obras de asfaltamento. Já Imperatriz, foi contemplada com zero”, disse.

    “Com muita humildade, o prefeito pediu para que os deputados da base pudessem clamar em favor de Imperatriz. Ele lembrou que durante o período eleitoral o ‘tapa-buracos’, assim como em nossa capital, estava a todo vapor. Porque o Governo tinha uma candidata naquela cidade. Quando derrotada a sua candidata, as máquinas desapareceram e não houve mais um palmo de asfalto sequer”, completou.

    Ao concluir o seu discurso, Edilázio repudiou a postura do Governo do Estado em relação à cidade de Imperatriz.

    “Que o governador Flávio Dino passe por cima de querelas políticas, de cores partidárias, e que execute direto. Que mande asfalto para a cidade de Imperatriz, que muito precisa. Cidade essa que deu 87% dos votos para ele, mas que hoje é maltratada. Fica o meu apelo e que o governador possa olhar para a cidade de Imperatriz”, finalizou.

    Saiba Mais

    O secretário de Estado de Infraestrutura, Calyton Noleto (PCdoB), que chegou a atuar como pré-candidato a prefeito de Imperatriz apoiado pelo Palácio dos Leões, é natural da cidade da Região Tocantina. Na condição de pré-candidato, ele chegou a afirmar que contaria com o apoio do Governo numa eventual gestão municipal. Meses depois de ter desistido da disputa e passada a eleição, Noleto não conseguiu mais articular nenhuma ação de infraestrutura para a cidade.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.