Cansados de esperar uma decisão dos donos de ônibus que possa atender seus pleitos, os motoristas e trocadores irão decretar greve por tempo indeterminado nesta quinta-feira (03/03).

Ocorre que os patrões receberam da prefeitura incentivo de R$ 20 milhões e mais um reajuste tarifário e não cumpriram com o acordo proposto pelos rodoviários para encerrar a greve, além de enganarem o prefeito Eduardo Braide.

A redução na frota aceita pelos empregados em 60% foi uma imposição da Justiça do Trabalho depois do decreto de prisão de 15 membros na Polícia Federal.

Com a decisão do Superior Tribunal de Justiça, que considerou a desembargadora do TRT de prender sindicalista como incompetente para julgar causas criminais, deu força aos trabalhadores.

Além disso, a traição do prefeito, que ajudou na prisão dos sindicalistas usando sua Guarda Municipal. Mais uma vez teremos outra greve que afeta os moradores de São Luís e a economia local, mostrando que Eduardo nunca esteve preparado para administrar São Luís.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.