O dono de Pizzaria e ex- marido da empresária Rayra dos Santos Feitosa, Bartolomeu Ribeiro,  confessou hoje à tarde, terça-feira (07) que contratou um pistoleiro para executar sua ex-companheira, fato que ocorreu no dia 02 deste (quinta-feira). Ele disse ao delegado Regional de Presidente Dutra, César Ferro, que pagou R$ 2 mil para Amós Américo Alves.

Assim que o delegado iniciou as primeiras investigações pediu a prisão do ex-marido da empresária, que depois da separação montou pra ela uma pizzaria de nome Predileta que funcionava  em um posto de combustível ao lado de um clube de jovens.

Ela havia deixado o local de trabalho e quando se aproximava de casa duas pessoas aparecera numa moto, sendo que apenas um foi o responsável pelos tiros que mataram Rayra no local.

Polícia já tem nomes de suspeitos da morte de empresária em Presidente Dutra

O delegado quis saber quem era a segunda pessoa que estava na moto, mas o mandante do crime disse que não sabe de quem se tratava, pois conhecia apenas Amós, que é chamado de “Negrete” em Presidente Dutra. A polícia permanece na busca para prender o executor e já distribuiu cartazes de procurado, oferecendo R$ 1 mil por informações que levem ao assassino.

Polícia prende ex-marido e principal suspeito da morte de empresária em Presidente Dutra

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.