O deputado federal Edilázio Júnior explicou que cortaram do vídeo as sugestões que ele deu para uma melhor localização do cais de embarque e desembarque que  o governo pretende construir na Península da Ponta da Areia e esclareceu que não mora naquela área. Ele participou de uma reunião junto com técnicos da Secretaria de Mobilidade Urbana quando disse que o local é de mais difícil acesso a quem não tem carro, tendo que pegar três ônibus.

Confira os esclarecimentos do deputado no vídeo abaixo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.