Passados dois meses da missão de imersão pela Nova Zelândia e Austrália, o governador em exercício, Felipe Camarão, recebeu nesta quinta-feira (17), em São Luís, representante do Instituto Sarina Russo, que tem sede em Brisbane, na Austrália, onde a comitiva esteve no dia 16 de junho.

Foto Divulgação

Na ocasião, foi fechada parceria para que sejam enviados estudantes maranhenses para aprender inglês e também a inserção deles no mercado de trabalho da Austrália durante o intercâmbio, tornando, assim, o Maranhão pioneiro entre os estados brasileiros nessa modalidade.

Para Allan Mitelmão, Marketing Manager Latin America, do Instituto Sarina Russo, a visita de Felipe Camarão à Austrália foi fundamental para que houvesse interesse do Instituto nesta parceria. Segundo ele, o gestor demonstrou todo o seu comprometimento com a qualidade e seriedade do projeto educacional.

“Queria agradecer ao Estado do Maranhão pela visita, e estamos muito honrados em poder caminhar juntos e propiciar ao jovem maranhense uma oportunidade espetacular na Austrália”, afirmou Allan.

O Instituto Sarina Russo é o maior centro de ensino privado da Oceania, possui sede da Austrália e é líder no fornecimento de cursos de inglês e habilidades vocacionais para estudantes australianos e internacionais. Como parte do grupo, fundado em 1979, o Instituto fornece a estudantes e empregadores um serviço de treinamento e emprego de ciclo completo para empresas e indivíduos.

Felipe destacou a satisfação em fechar a parceria com o centro de ensino internacional e assim beneficiar os estudantes maranhenses. “Nós aprendemos muito com vocês, especialmente sobre cursos vocacionais, cursos técnicos e o link que vocês fazem com o mercado de trabalho. Quero que nossos estudantes, tão logo, vivenciem essa experiência”, ressaltou o governador em exercício, Felipe Camarão.

Foto Divulgação

A proposta feita pelo Instituto Sarina Russo foi aumentar o tempo de intercâmbio de 12 para 14 semanas; diminuir o investimento por estudante em 20%; e de forma inédita no Brasil, permitir ao estudante trabalhar na Austrália durante o intercâmbio.

Para Felipe Camarão, trata-se de uma experiência única. “Nossos estudantes, através dos Programas Cidadão do Mundo e IEMA no Mundo, até então só iam para estudar. Em nome do governador Carlos Brandão, em nome do povo do Maranhão, eu quero agradecer a vocês pela parceria”, finalizou o governador em exercício.

O parceiro da Via Mundo Antônio Bacelar, que leva os estudantes maranhenses aos intercâmbio educacionais, comentou a conquista. “Será muito útil para o nosso estado, que carece de uma mão de obra que tenha experiência internacional e possa assumir cargos maiores dentro do mercado de trabalho no estado do Maranhão”, disse.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ficou feio para Carlos Brandão quando o jornalista Jorge Aragão tentou fazer a propaganda de que ...
O prefeito Hilton Gonçalo (Mobiliza), mantém 83,5% de aprovação de sua gestão em Santa Rita é ...
São Benedito do Rio Preto, tem se destacado e ocupado o 1º no ranking dos municípios ...
 Eu nunca tive a pretensão de ser o autor do apelido “governo do calote” , que ...
Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão hoje contra o marido da Capitã ...
A Prefeitura Municipal de Tuntum realizou nesta quinta-feira (20), a terceira edição do Prefeitura na Comunidade, ...

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.