O Estadão

Ação policial que prendeu funcionário com 13 anos de carreira foi deflagrada nesta sexta, 5, a partir de informações repassadas pelo Instituto e pela vítima que denunciou o crime

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta sexta, 5, um servidor do INSS que exigia propina de beneficiário para liberar valores depositados a título de crédito previdenciário.

A PF entrou em ação a partir de informação recebida do próprio INSS e da vítima que denunciou o fato.

O preso trabalha no INSS há 13 anos e vai responder pelo crime de corrupção ativa, cuja pena pode chegar a 12 anos de reclusão.

O servidor foi encaminhado ao sistema prisional onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.