Segundo informações repassadas pelo Sindicato Empresarial de Bares, Restaurantes e Similares do Maranhão (Sindebares), desde 2020, do início da pandemia até hoje, cerca de 5 mil trabalhadores do ramo já foram demitidos.

Foto Reprodução

Somente nesta semana, após o decreto editado pelo Governo do Estado do Maranhão com medidas restritivas de combate à Covid-19 sendo prorrogadas, os empresários foram obrigados a demitir mais mil funcionários. Há um receio por parte dos donos desses estabelecimentos de que o governador Flávio Dino, nos próximos dias, estenda ainda mais o período de fechamento e com isso mais 2.500 pessoas devem perder o emprego.

Os empresário dizem estar sufocados. Muitos não têm mais como pagar débitos com fornecedores, empréstimos bancários e dívidas trabalhistas.

A situação é crítica. Desde o início da pandemia, duzentos estabelecimentos já foram fechados em São Luís.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.