Ao participar hoje de manhã, quinta-feira (03) do lançamento da campanha publicitária do pacote anticrime, o presidente da República defendeu o fim dos “saidões” nos presídios brasileiros.

Bolsonaro se dirigiu aos políticos para ajudar na aprovação do pacote anticrime e falou que é contra os “saidões” que beneficiam presidiários em datas específicas como Dia das Mães, dia dos País, Natal. Muitos usam do direito garantido em lei para ficar com as famílias durante cinco a sete dias e parte não retorna ao presídio, enquanto outros voltam a cometer crimes.O presidente disse que é favorável a que o detento seja transferido para outras celas, mas dentro do mesmo presídio. “Nada mais além disso”, completou.“E aquele que, por ventura, no futuro, após a lei sancionada, quiser praticar um crime, porque são crimes premeditados, vai pensar muito, antes de cometê-lo, pois certas regalias como saidões deixarão de existir”, disse Bolsonaro.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.