Deputada Ana do Gás envia requerimento solicitando votação urgente de projeto que combate o jogo suicida

A recente onda do sombrio jogo da ‘Baleia Azul’ que tem induzido jovens do Brasil e de várias partes do mundo ao suicídio e que tem preocupado bastante a sociedade, traz à tona discussões em torno de temas como a saúde mental juvenil, educação familiar e a importância da qualidade de relacionamento interpessoal e interação social.

Nesse âmbito, a deputada estadual do Maranhão, Ana do Gás (PCdoB), deu entrada em um requerimento no último dia 25 de abril na Assembleia Legislativa para que seja encaminhado em caráter de urgência a Câmara de Deputados em Brasília o pedido de votação com maior brevidade possível do Projeto de Lei nº 6986/2017 que solicita a alteração do Marco Civil da Internet (Lei 12.965 de abril de 2014) no intuito de que se inclua no texto original “procedimento para retirada de conteúdos que induzam, instiguem ou auxiliem o suicídio através de aplicações na internet”.

O requerimento nº 277/2017, da deputada Ana do Gás, pede celeridade na votação deste projeto tendo em vista que se trata de um jogo viral e, com isso, tem atraído cada dia mais jovens no Brasil e no restante do mundo para uma grande cilada onde são incentivados a se maltratarem e tirarem as próprias vidas. Induzir, instigar ou auxiliar alguém a cometer suicídio é crime previsto no artigo 122 da Lei 2848/40 com pena que varia entre dois a seis anos de prisão. A deputada comenta a decisão de enviar o requerimento:

“Este jogo se enquadra no que chamamos de crime cibernético ou crime virtual. O advento da internet possibilita uma conectividade em tempo real proporcionando interatividade com pessoas do mundo inteiro, que, por um lado é totalmente positivo, mas por outro, aumenta os riscos e ameaças para as pessoas que, no caso específico desse jogo, provavelmente estão emocionalmente fragilizadas. Com isso, é necessário pensar em formas de combate a esse tipo de prática criminosa que se aproveita da fragilidade emocional dos jovens para incentivá-los a se torturarem e tirarem a vida. Já tivemos relatos de casos no Maranhão que possivelmente tem ligação com o jogo ‘Baleia Azul’ que se somam aos números crescentes no Brasil e no mundo afora. Sabemos bem que é preciso trabalhar com a população em cima de políticas de prevenção de doenças de origem emocional para que estejam preparadas para não caírem nessas armadilhas virtuais, porém, no ponto que chegamos, o momento exige ações urgentes de combate à prática. Espero realmente que o projeto seja de fato votado logo para que possamos diminuir os índices de incentivo ao suicídio pela internet que, infelizmente, só tem aumentado. Estou junto nessa luta! ”, exclamou Ana do Gás.

O Projeto de Lei nº 6986/2017 tramita na Câmara dos Deputados desde fevereiro deste ano e é de autoria do Deputado Federal Odorico Monteiro do PROS/CE. Atualmente o projeto encontra-se aguardando parecer da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, cujo o relator designado é o deputado maranhense Júnior Marreca (PEN).

Da Assessoria da deputada Ana do Gás

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Criador do Baleia Azul é preso e o que estava em sua mente diabólica aparece

Criador do jogo do suicídio já teria sido preso duas vezes por outras ‘brincadeiras’.

Por blastingnews

‘Baleia Azul’ [VIDEO]: esse é o nome do jogo que está gerando muitas reportagens que mostram como famílias inteiras estão assustadas. O jogo, que teve sua trajetória iniciada na Rússia, já teria ganho muitos adeptos no Brasil, onde diversos casos estão sendo investigados. No país governado por Vladimir Putin, a “brincadeira” já teria causado pelo menos cem mortes. Mas quem bolou tudo isso? Segundo informações do próprio governo russo e da imprensa internacional, quem teria feito a criação do jogo do suicídio foi Filipp Budeykin.

Ele tem apenas 21 anos. O jovem, após ser descoberto, acabou sendo preso. Desde novembro de 2016, ele aguarda um julgamento por ter dado início ao ‘#Baleia Azul’.

Filipp é acusado de ter desencadeado pelo menos quinze morte de crianças e adolescentes em todo o planeta. A acusação contra ele é por ter incentivado os suicídios, através dos chamados ’50 Desafios’. A mente do rapaz é chamada de ‘diabólica’ por investigadores que acompanharam a sua trajetória, e, acredita-se, ele possa também ser responsável pelo desencadeamento do jogo por todo o mundo.

A mente diabólica do criador do ‘Baleia Azul’
De acordo com o jornal ‘Pravda’, Filipp, o criador do ‘Baleia Azul’, sofre de uma doença psicológica. O jovem seria bipolar e, por isso, tem crises agudas de humor. Durante a infância, ele teria sido abusado e maltratado diversas vezes. Até que seu julgamento acontece, o tutor do jogo do suicídio, aguarda uma resposta da justiça em São Petersburgo, na Rússia, onde está internado em um hospital psiquiátrico. O aliciamento do rapaz teria começado ainda em 2013 em uma rede social local.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Estudante transmite ao vivo o próprio suicídio no Facebook motivada pelo jogo Baleia Azul

A adolescente Ana Vitória Sena, cometeu suicídio por afogamento, se jogou da ponte do Juazeiro, no Rio São Francisco. A garota iniciou sessões de automutilação ao vivo pela Facebook, avisando aos amigos que queria morrer.

“É tão bom morrer aos poucos, né? “Disse. No momento em que ela inicia a sessão de cortes profundos no próprio pulso, “amigos” pedem para que ela não faça nada e alguns dizem que moram na mesma rua que a adolescente, mas ninguém se moveu para ir até a casa dela.

Vitória após transmitir ao vivo o início da própria morte, se atira no rio São Francisco. A adolescente foi encontrada já sem vida por pescadores.

O suicídio de Ana Vitória está ligado ao “Baleia Azul”. No aparelho celular dela foram encontradas diversas mensagens ligando a menina ao jogo. A família relata que ultimamente ela andava triste e mau humorada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.