A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a comercialização, importação e propaganda de cigarros eletrônicos no Brasil desde 2009. Mas, mesmo assim, o uso do ‘vape’, como também é chamado o dispositivo, rola solto e segue sendo utilizado por milhares de pessoas.

Foto Reprodução

‘Proibido’ entre aspas, pois basta uma rápida busca na internet para ver como é fácil encontrar uma variedade do produto vendido sem restrição alguma ou mesmo vídeos ensinando como usá-lo. Os preços variam entre entre R$ 140 e R$ 600.

Muito prejudiciais à saúde, este tipo de cigarro não combate o vício em tabaco e também contém nicotina por isso pode causar lesões agudas no pulmão. O cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, sofre com uma doença pulmonar e chegou a ficar internado no fim do ano passado por dias, devido ao uso do vape. “Está tudo bem e realmente passei por problema sério no pulmão devido ao cigarro eletrônico. Quem mexe com essa bosta, para com isso porque faz mal”, disse o cantor na ocasião.

Além dos riscos ao organismo, o dispositivo pode provocar sérios acidentes. Na semana passada um cigarro eletrônico explodiu na boca de um músico de 45 anos em Ceilândia, no Distrito Federal. A câmera de segurança mostrou o momento exato em que Lélio Guedes tragava o cigarro e levou um susto com as faíscas.

Ele publicou o vídeo para alertar a população sobre os riscos do cigarro eletrônico e falou que algo pior não aconteceu por um ‘milagre’. “Fico preocupado de acontecer com outras pessoas”, disse.

Confira nas imagens abaixo.


Em 2019, ao menos seis pessoas morreram e outras 380 enfrentaram tratamento por conta de uma “doença pulmonar grave associada ao cigarros”, afirmou o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC), órgão do governo norte-americano, na época. As vítimas eram pessoas jovens, de 15 a 35 anos.

Mesmo diante de todos estes riscos, aqui no Brasil, a regulação destes dispositivos ainda está em fase de discussão e tem previsão para ser concluída até 2023.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.