Francisco Mendonça Silva Júnior, conhecido como ‘Júnior de Raquima’, ex-candidato a prefeito da cidade de Matinha, no Maranhão, foi casado com Clecia Amaral, de 40 anos. Neste último fim de semana ela denunciou ter sido vítima de ameaça de morte, agressão verbal e física, crimes que ela afirma terem sido cometidos pelo ex Jr quando ela estava em uma fazenda no povoado Bahias, em Viana.

Vítima e agressor denunciado à polícia

Ela contou na 6ª Delegacia Regional de Viana, onde lavrou um Boletim de Ocorrência, que Francisco não se conformava com a separação e que no último sábado, ele arrombou a porta do local onde ela estava, acompanhado por um amigo identificado como Leones que a segurou. Ambos portavam arma de fogo e a ameaçaram de morte  após espancá-la brutalmente. Mesmo ferida, Clecia ainda conseguiu correr e pedir ajuda. Os agressores fugiram e, segundo ela relatou, duas pessoas foram atropeladas por eles na fuga.

O casal viveu junto por mais de 20 anos. Segundo informou Clecia, havia uma medida protetiva e ‘Júnior de Raquima’ era proibido de se aproximar da vitima. Mas ele não cumpriu a determinação da Justiça.

O delegado responsável pelo caso, Matheus Ferraz, colheu os depoimentos da vítima que passou por exame de corpo de delito e de uma testemunha. Buscas foram feitas em conjunto pela Polícia Militar e Civil.

Conseguimos encontrar o carro em que o investigado estava, mas não encontramos o autor. O carro estava batido na frente, pois o autor chegou a atropelar duas pessoas durante a fuga, uma delas quebrou a perna”, disse o delegado

Em relação ao mandado de prisão, ainda não saiu, pois exige um caminho um pouco mais burocrático, incluindo a representação, o parecer do Ministério Público e a decisão judicial. Eu acredito que no máximo em mais dois dias, o acusado estará já com o mandado de prisão válido”, completou.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.