Se intensificaram as movimentações dentro e fora do Palácio dos Leões para interferir na decisão dos deputados que querem cassar o mandato do deputado Cabo Campos, agressor da própria esposa e que foi denunciado por ela em Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia da Mulher e ordenado pela Justiça a se afastar da mulher, assim como deixar a casa onde moravam juntos. Campos bate continência para Flávio Dino. 

Com exceção da deputada Andréa Murad que cobrou ontem com firmeza a cassação do Cabo Campos, o restante também quer a mesma medida, mas não se manifesta aguardando a decisão do governador Flávio Dino. Como medida de proteção ao militar deputado, ele foi aconselhado a não comparecer ao plenário até a areia sentar, o que tem feito até agora.

A Procuradora da Mulher na Assembleia Legislativa, deputado Valéria Macedo, disse que só levará o caso para a Comissão de Ética se o Tribunal de Justiça acatar denúncia que possa ser oferecida pelo Ministério Público, o que será difícil de acontecer considerando o bom relacionamento que tem o governador (protetor de Campos) com o Judiciário e o MP.

As demais deputadas ainda não se pronunciaram a respeito e é pouco provável que se manifestem para não desagradar o Palácio dos Leões. Ate a deputada pré-candidato ao Senado, Eliziane Gama, disse apenas que considera inaceitável o que aconteceu com a esposa do deputado, de quem é amiga. Ao contrário de lamentar, Gama deveria exigir providências, ocupar a tribuna da Câmara Federal para denunciar a violência; até porque estamos na Semana da Mulher.

Do lado de fora, 15 entidades da sociedade organizada se preparam para ocupar o prédio da Assembléia Legislativa no dia 08, quinta-feira, depois de amanhã, Dia Internacional da Mulher, para cobrar do Legislativo uma posição de punição ao parlamentar agressor.

O presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto, não pode embarcar na onda do Palácio dos Leões e tentar proteger o agressor sob pena de ficar na mira dos olhos da revolta das mulheres maranhenses.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.