O deputado estadual Wellington do Curso anunciou que realizará audiência pública, através da comissão de orçamento da Assembleia Legislativa, com o objetivo de discutir o reajuste salarial para os servidores que estão com salários congelados há 7 anos, bem como a inclusão de previsão orçamentária para concessão de reajuste na Lei Orçamentária Anual – LOA para o exercício de 2022. A audiência acontecerá no próximo dia 13, às 15h, no ‘Plenarinho’ da Assembleia Legislativa, às 15 horas e foram convidados representantes do governo do estado, deputados estaduais, imprensa, sindicatos, associações, servidores públicos e população em geral. 

Ao justificar a necessidade de audiência pública, o parlamentar destacou que ao longo do governo Flávio Dino não houve nenhuma reposição salarial ou recomposição inflacionária nos últimos 7 anos. Wellington também citou que vários estados brasileiros já estão prevendo a concessão de reajuste aos seus servidores.

“Realizaremos uma audiência pública na Assembleia Legislativa, no próximo dia 13, às 15h, através da Comissão de Orçamento presidida pelo deputado estadual Roberto Costa, com objetivo de discutir o reajuste salarial para os servidores públicos estaduais e a inclusão de previsão orçamentária para concessão desse reajuste na LOA.

Os servidores do Maranhão já estão há 7 anos sem qualquer aumento e há uma necessidade urgente de conceder recomposição salarial e inflacionária em 2022. Infelizmente, o governador Flávio Dino nunca concedeu aumento para os servidores e precisamos discutir esse reajuste urgente, pois os salários dos funcionários públicos maranhenses estão defasados. Por isso, realizaremos essa audiência onde convidaremos todos os sindicatos, associações e servidores do estado em geral, bem como, com os representantes do governo e deputados estaduais para discutir o reajuste e a inclusão na LOA diante das perdas salariais dos últimos anos de governo Flávio Dino. Seguiremos firmes em defesa dos servidores públicos estaduais na luta pelo reajuste!”, disse Wellington.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.