Elas atravessavam na faixa de pedestre, quando foram colhidas. A criança morreu no local e a mãe encontra-se em estado grave.

Uma grande tragédia aconteceu na tarde deste sábado (25) no perímetro urbano de Imperatriz, na região tocantina maranhense, distante 634 quilômetros de São Luís. Por volta das 14h50, no km 252, em frente a um conhecido shopping da cidade, mãe e filha foram atropeladas na pista central por uma carreta quando atravessavam na faixa de pedestre. A filha estava sendo carregada no colo da mãe, quando houve a colisão.

As informações da equipe PRF dão conta que ambas se dirigiam ao shopping para se encontrar com o pai, que as aguardava. A mãe da criança é uma jovem de apenas 20 anos de idade, natural de Itaguatins/TO. A criança morreu no local e, até o início da noite, ainda não havia sido identificada. O pai da menina entrou em estado de chove ao saber da notícia e ao ver o corpo da filha ao solo.

A mãe da criança segue internada em estado grave e será transferida para outro hospital.

Participaram da ocorrência uma equipe PRF da Unidade Operacional de Imperatriz, uma equipe do SAMU e uma equipe do IML.

Só atravessar a faixa com os veículos parados

A PRF alerta que o pedestre só atravesse a faixa com os veículos devidamente parados, pois além da possibilidade de distração e não visualização por parte do condutor, ainda podem ocorrer problemas nos freios, derrapagem, etc.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

"Dia Internacional dos Povos Indígenas. Nossas homenagens aos povos indígenas, que lutam e resistem em defesa ...
Leia Mais
Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Federal de Imperatriz, no Maranhão, deflagrou a operação “Bit ...
Leia Mais
O juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca da Ilha de São Luís, ...
Leia Mais
Autor da emenda parlamentar que assegurou recursos financeiros para bancar a implantação de pavimentação em bloquetes, ...
Leia Mais
Um dia histórico para as mulheres tuntuenses. Nesta última segunda-feira (08), foi realizada a assinatura do ...
Leia Mais
Atendendo solicitação do Ministério Público do Maranhão, feita em Ação Civil Pública, a Justiça condenou o ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.