A Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Maranhão, direcionou, durante os quatro dias de feriadão, as ações de policiamento e fiscalização, com foco na segurança viária e no combate à criminalidade, onde equipes extras foram convocadas para atuar em pontos críticos de acidentalidade com o objetivo de coibir condutas perigosas, objetivando garantir um trânsito mais seguro.

Mesmo com todo o reforço realizado pelos agentes da PRF nas fiscalizações, o feriado de finados foi considerado violento nas rodovias federais do Maranhão, onde desrespeito às normas de trânsito, mau estado de conservação veicular e falta de atenção foram algumas das situações que levaram ao elevado número de mortos.

Números da Operação Finados 2020

17 acidentes
22 pessoas feridas
11 óbitos

Detalhes dos acidentes com vítima morta

Dia 30 – sem registro

Dia 31 – BR 316, km 86, à 01h00, Presidente Médici/MA, 03 mortos;

Dia 31 – BR 135, Km 505, às 13h20, Paraibano/MA, 01 morto;

Dia 1° – BR 316, Km 374, às 05h30, Bacabal/MA, 01 morto;

Dia 1° – BR 226, Km 533, às 09h40, Porto Franco/MA, 01 morto;

Dia 02 – BR 316, Km 615, às 07h15, Timon/MA, 01 morto;

Dia 02 – BR 316, Km 560, às 16h05, Caxias/MA, 02 mortos;

Dia 02 – BR 316, Km 55,5, às 19h00, Maracaçumé/MA, 01 morto;

Dia 02 – BR 010, Km 262, às 19h30, Imperatriz/MA, 01 morto.

Fiscalização de trânsito

623 autuações, sendo as principais:

05 – alcoolemia

75 – condutor ou passageiro sem capacete

20 – condutor sem cinto de segurança

33 – passageiro sem cinto de segurança

14 – criança sem cadeirinha

02 – condutor manuseando ou segurando celular

120 – ultrapassagem

Criminalidade

05 pessoas detidas, sendo:

01 por receptação (360 litros de óleo diesel) em São Luís;

01 porte de droga para consumo ( Nobésio extra-forte) em Peritoró;

01 embriaguez em Imperatriz;

01 por crime de trânsito em Caxias;

01 por crime de trânsito em Porto Franco.

Observação: não houve feriadão no mesmo período em 2019, motivo pelo qual não há comparativo com o ano passado.

Fonte: PRF

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.