Dezenas de artistas ribamarenses e blocos de carnaval que prestaram serviço para a Prefeitura de São José de Ribamar, que tem no comando o prefeito Dr. Julinho, relatam que estão passando por grandes dificuldades, pois até a data atual, ainda não receberam nenhum centavo do cachê das apresentações do carnaval.

Além de muito baixos, mostrando a desvalorização do artista da cidade, cantores, bandas e blocos carnavalescos aguardam desde fevereiro para receberem os pagamentos devidos pela gestão atual.

“Antigamente recebíamos 50% antes das apresentações, agora é essa humilhação. Estamos devendo na praça, e muitos artistas estão passando até fome”, relata um artista que tem medo de perseguição.

Para piorar, artistas e agentes que fazem a cultura do município reclamam que às vésperas do cadastramento para o São João, estão com nome sujo com fornecedores, pois contavam com o pagamento do carnaval para pagar malharia e costureiras, e até o momento, ninguém da prefeitura não diz uma data correta.

Nos bastidores, aliados do prefeito afirmam que o Natercio Santos, que é casado com a irmã da primeira-dama e atua como uma espécie de “prefeito na prática”, e que tem feito pré-campanha para ser o candidato a vice-prefeito no ano que vem, contando com a renúncia do prefeito, seria um dos responsáveis pelo atraso, pois só ele e o prefeito que dão as ordens.

Enquanto isso, a cultura ribamarense padece e vive o seu pior momento.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.