Mais uma vez vou para cima deste problema, não fujo! Espero que o Ministério Público do Trabalho não seja mais uma vez usado pela Prefeitura de São Luís e Empresas. Nada do que foi assinado e acordado foi cumprido!!! Falta de respeito com o povo e com os trabalhadores”.

Frota de ônibus do Sistema de Transportes Urbano da capital vai circular com 100% dos veículos neste domingo (29). — Foto: Divulgação/Prefeitura de São Luís

Estas foram as palavras do vereador de São Luís, Álvaro Pires (PMN) pelo Twitter, na manhã desta quinta-feira (16), alertando os usuários do transporte público na Grande São Luís que devem ficar sem ônibus com uma possível deflagração de greve por parte dos rodoviários.

Em contato com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA), Marcelo Brito, Álvaro tomou conhecimento de que os motoristas e cobradores estão com os salários atrasados e não receberam o que lhes foi garantido em acordo com a classe patronal como é de conhecimento da prefeitura e também do Ministério Público e Procuradoria do Trabalho.

Ainda de acordo com o vereador a greve poderá ser deflagrada a qualquer momento pela categoria.

O STTREMA emitiu nota ainda a pouco ratificando a informação. Confira abaixo.

O Sindicato dos Rodoviários do Estado do Maranhão vem a público comunicar a dificuldade enfrentada nas negociações com algumas empresas do sistema de transporte em relação ao pagamento da categoria rodoviária.

As empresas não estão cumprindo com o que estabelece na Convenção Coletiva de Trabalho, o que tem gerado transtornos e prejuízos aos trabalhadores. O presidente da entidade, Marcelo Brito, já se reuniu com o secretário da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), que informou não haver débitos com os empresários.

Por sua vez, os empresários alegam que não receberam os subsídios da prefeitura e da MOB, o que teria ocasionado os atrasos nos pagamentos. Entretanto, isso não pode servir como justificativa para não cumprir com as obrigações trabalhistas.

Caso não seja feito o pagamento dos trabalhadores, poderá ocorrer uma paralisação no sistema de transporte, mas uma vez os empresários tentam usar os trabalhadores para prejudicar a população da Grande Ilha.

Diante disso, o Sindicato dos Rodoviários do Estado do Maranhão espera que as empresas do sistema de transporte cumpram com as suas obrigações e paguem os salários dos trabalhadores, evitando prejuízos e transtornos à categoria e à população em geral.

Ascom- Sindicato dos Rodoviários do Maranhão


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.