Os titulares das 1ª e 2ª Promotorias de Justiça de Defesa da Educação de São Luís, Paulo Silvestre Avelar Silva e Lindonjonson Gonçalves de Sousa, respectivamente, determinaram, nesta segunda-feira, 6, instauração de Notícia de Fato com o objetivo para propor soluções sobre a greve dos professores da rede estadual de educação.

Foto Reprodução

Desde 27 de fevereiro, professores da rede estadual paralisaram atividades, exigindo reajuste salarial de 14,95%. Entretanto, a administração estadual propôs o percentual de 8%.

Em portaria, os representantes do Ministério Público do Maranhão solicitaram à Assessoria Técnica do órgão a realização de estudo sobre o percentual indicado de reajuste salarial aos profissionais da rede estadual.

Os promotores de Justiça também pediram a designação de audiência pública com os sindicatos das categorias em greve e a administração estadual para mediar a questão e garantir o direito à educação aos estudantes da rede pública.

“A suspensão das atividades compromete a qualidade dos serviços, provoca evasão escolar e prejudica os estudantes”, ressaltam os promotores.

Em nota publicada recentemente, o Governo do Estado afirmou que o posicionamento do Sinproesemma em manter greve dos professores é inadequado.

Confira:

Foto Reprodução

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.