Em assembleia realizada em dois turnos na sede do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, no Centro da capital, nesta segunda-feira (6), foi deflagrada greve geral pelos trabalhadores do transporte urbano e semiurbano na Grande Ilha.

Coletivo na Avenida Beira Mar, em São Luís

A categoria reclama de salários e benefícios atrasados além das péssimas condições de trabalho e outros que não estão sendo assegurados aos rodoviários.

Após vários encontros, os patrões seguem intransigentes, sem demonstrar qualquer interesse de chegar a um acordo com a categoria. Até o momento, os empresários não apresentaram nenhuma contraproposta.

A pauta encaminhada pelos Rodoviários pede, entre outros pontos: reajuste salarial de 15%; valor do ticket alimentação de R$ 900,00, igual para todas as funções; jornada de trabalho igual para todas as funções (motorista, cobrador e fiscal); manutenção do plano de saúde para o trabalhador e a inclusão de um dependente e uma das cláusulas mais importantes, a permanência dos cobradores no sistema.

Nos dois encontros de hoje, os Rodoviários decidiram pela deflagração de greve geral, caso os empresários não apresentem uma proposta descente, que atenda as necessidades da categoria. A data de deflagração do movimento grevista deve ser definida até esta terça-feira (07), entre o departamento jurídico e a diretoria da entidade. “Até aqui, nos reunimos pelos menos, umas quatro vezes com o Set (sindicato patronal) e nada. Nenhuma contraproposta foi apresentada. A nossa paciência se esgotou. Os Rodoviários merecem ser respeitados, pela luta diária e por todas as dificuldades enfrentadas no sistema. Pedimos a compreensão de toda a população de São Luís, para que entenda a nossa decisão, mas infelizmente, não nos resta outra alternativa. Os empresários só entendem a nossa língua na base da pressão. Por esta razão, informo que se as nossas reivindicações não forem atendidas, vamos sim, cruzar os braços”, afirmou  Marcelo Brito, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.