Traficante responsável pelo transporte de drogas é preso em São Luís pela Polícia Federal

A prisão de Juarez Teixeira Gama ocorreu durante o dia de hoje, sexta-feira (23), no Bairro de Fátima, por uma equipe da Polícia Federal. Ele é o responsável pelo transporte da carga de drogas que circula em nosso estado. Após prestar depoimento, foi encaminhado para o Sistema Penitenciário de Pedrinhas e ficou à disposição da Justiça.

 

Na operação deflagrada hoje cedo pela PF, apenas Juarez Gama foi preso preventivamente em São Luís por determinação da 1ª Vara Criminal da Comarca de Paraíso do Tocantins/TO. Vai responder por crime de tráfico de drogas e associação criminosa.

A “Operação Thema” cumpriu mandados judiciais no Tocantins, Maranhão, Minas Gerais, Pará, e Mato Grosso.  130 policiais federais trabalharam nesta operação.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Policiais do Senarc prendem traficantes e apreendem carreta carregada de maconha

Sob o Comando do Delegado Alessandro, superintendente da Senarc – Superintendência de Repreensão ao Narcotráfico – policiais, agora no início desta tarde, acabaram de prender traficantes, e uma carreta lotada de  de Maconha.  A ação aconteceu no bairro do Turu, em São Luis.

Neste momento, às 14h10 os tijolos de maconha prensadas estão sendo descarregados na sede da Senarc. Mais um ponto do sistema de Segurança contra o tráfico no Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Rosário realiza programa de resistência às drogas

Foi iniciada nesta terça-feira, 16, mais uma edição do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), que é coordenado pela Secretaria Municipal de Educação e desenvolvido pela 7ª Companhia Independente de Polícia de Rosário. O projeto tem por objetivo orientar pais e alunos acerca dos danos causados pelo uso das diversas drogas, incluindo álcool e cigarros.

De acordo com o secretário de Educação de Rosário, Joaquim Francisco de Sousa Neto, todas as atividades do Proerd são realizadas por meio de palestras e reuniões. “É dessa forma que estamos atingindo nossos objetivos e que conseguimos chegar a mais de três mil alunos em nosso município”, afirma.

O projeto trabalha com crianças do 5° e do 6° ano do Ensino Fundamental e tem duração de 8 a 10 semanas. “Durante esse período orientamos os estudantes sobre temas como danos causados pelo uso de drogas, convivência, bullying e outros que fazem parte do cotidiano deles e das famílias”, explica o sargento Dimas, instrutor do Proerd em Rosário.

O sargento conta que as estratégias adotadas durante a realização do Programa têm gerado resultados significativos. Segundo ele, muitos estudantes assimilam tanto o conteúdo que acabam atuando como agentes disseminadores de conhecimento, tanto em família, quanto entre os amigos nas comunidades. “Isso está funcionando, inclusive, para reaproximar famílias, pois as crianças chegam em casa e conversam sobre os riscos do uso de drogas. Já houve casos de pais que abandonaram o cigarro, por exemplo”.

Metodologia

O Programa Educacional de Resistência às Drogas utiliza uma cartilha, onde há de 8 a 10 etapas, dependendo do tempo de duração que será adotado. Ao final do projeto há uma festa de formatura, onde, além da entrega de certificados, há premiação pela melhor redação, que corresponde à última fase do Proerd.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Socorrista é executado quando tentava fazer o resgate de uma usuária de crack

No início desta semana o socorrista Bruno que trabalhava para uma empresa especializada em remoções clínicas e psiquiátricas foi assassinado quando entrou dentro da cracolândia para fazer o resgate de uma jovem viciada em crack. O trabalhador foi abordado por traficantes que exigiam saber quem ele era.

Segundo informações obtidas preliminarmente, Bruno teria dito que pertencia á uma facção carioca que é rival da facção paulista, mas nada está confirmado. O socorrista ficou em poder dos traficantes por dias até que foi encontrado morto dento da cracolândia em São Paulo.

Bruno ficou desaparecido por dias. Deixa um filho menor de cinco anos.

O constate crescimento e expansão das drogas no Brasil tem feito várias vítimas, até mesmo pessoas. Bruno foi apenas mais uma vítima, que nem usuário de drogas era, porém pagou com a vida apenas por trabalhar tentando ajudar quem se encontra em situação decadente devido ás drogas.  O mais triste é saber que será praticamente impossível a identificação dos autores do homicídio do socorrista, pois a cracolândia é um lugar altamente perigoso com traficantes bem armados que comercializam drogas ao ar livre sem serem incomodados.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Homem é encontrado morto em motel de São Luís, com frasco de droga na cama

Continua sem identificação o corpo de um homem encontrado morto em um quarto de motel bastante conhecido na Areinha, em São Luís. Ao lado dele, um frasco que provavelmente seria de lança perfume. Ontem, o blog divulgou o caso de um jovem que também morreu em um motel, em São Paulo, pelos mesmos motivos, mas atendendo a apelos da família e de um amigo do jornalista Luis Cardoso, a postagem foi retirada do ar.

No caso de São Luís, os funcionários do motel foram avisados que o homem não estava se sentido bem, mas não informaram com quem ele estava no quarto.

Quando a polícia adentrou ao local, o homem estava morto e existem desconfiança de que a causa seria a droga que já não estava mais no recipiente encontrado ao lado do corpo.

Levado ao IML, até ontem o corpo não havia sido reclamado por familiares. Especialistas do Icrim informaram que o homem não apresentava sinais de violência.

A Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP) investiga o caso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.