Os moradores da Beira Mar não aguentam mais abrir as portas de suas casas e deparar com um cenário nada agradável, deixado pelo carnaval do Governo do Estado naquela área.

Assim que levantam, o trabalho forçado de lavar calçadas sujas de bosta, urinas, calcinhas e camisinhas, além do barulho infernal durante a tarde e noite no circuito carnavalesco inventado por Flávio Dino para derrubar a alegria da Madre de Deus.

O pior é que o caminhão do lixo só passa três vezes por semana no local e as imundices se acumulam. O jeito mesmo é pular da cama, pegar o balde e a vassoura e gritar: Fora Carnaval dos Infernos!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.