Foi encontrado hoje (21), na região da Avenida dos Africanos, o corpo do professor e artesão Carlos Cláudio Campelo Cunha, de 64 anos. Ele estava desaparecido há quase uma semana quando saiu de casa sem que ninguém percebesse. 

Foto Divulgação

De acordo com familiares e amigos, o idoso era diabético e precisava tomar insulina.

Carlão, como era conhecido, foi visto pela última vez, no último dia 16 de setembro, usando uma calça e camisa escura, uma bolsa e uma máscara branca.

A causa da morte ainda não foi divulgada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.