Felipe Mota

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD), está enfrentando críticas por negar um aumento salarial aos servidores municipais. A medida tem sido considerada absurda e tem gerado polêmica, uma vez que Braide recentemente foi acusado de cometer crimes de responsabilidade ao gastar excessivamente em rodovias estaduais. Ao citar a Lei de Responsabilidade Fiscal como justificativa para a negação do aumento, Braide tem sido acusado de hipocrisia política.

Desde o início de sua gestão, o prefeito Braide tem sido acusado de utilizar táticas populistas e enganosas ao lidar com os servidores municipais. Agora, com o crescente nome do pré-candidato a prefeito Paulo Victor, Braide parece tentar atribuir seus erros aos vereadores de São Luís, em uma clara estratégia política.

Um ponto importante a destacar é a declaração do secretário da Secretaria Municipal de Gestão e Finanças (SEMGOV), Emilio Murad, sobre o assunto. Murad afirmou que foram realizados estudos de impacto necessários para que o prefeito pudesse conceder o maior reajuste da história aos servidores do município, um aumento de 8,2%. No entanto, emendas aprovadas pelos vereadores projetaram um impacto financeiro de R$ 794 milhões, o que inviabilizou a concessão do reajuste devido às restrições impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Essa situação se torna ainda mais questionável quando observamos o orçamento aprovado pela Câmara Municipal de São Luís para o ano de 2023. O valor destinado à prefeitura é de R$ 4 bilhões e R$ 400 milhões, um aumento de 1 bilhão e 200 milhões em relação ao orçamento de 2022. Diante desse contexto, é difícil compreender a justificativa utilizada pelo prefeito Braide para vetar o aumento salarial dos servidores.

Em tempo: para cometer crimes jorrando dinheiro público em obras que não são de suas competências, o prefeito Braide esquece a Lei de Responsabilidade Fiscal.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assim como em todos os anos, o ex-prefeito Rovélio faz a festa do Dia das Mães ...
Engana-se quem acredita que o prefeito da cidade de Pinheiro, Luciano Genésio, não fará o seu ...
A Justiça Federal do MA condenou Edivânio Nunes Pessoa, ex-prefeito da cidade de Graça Aranha, a 382 ...
Iludido com falsos números de seguidores de suas redes sociais e achando que já faturou a ...
O caso segue sendo investigado pela polícia. O empresário Ocivando Lima Farias, de 39 anos, conhecido ...
Demorou! Novamente a Via Expressa volta a virar ponta de arrastão de assaltantes que tomam carros, ...

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.