A Amazon revelou que ofertará prêmios em dinheiro de até US$ 500 mil, assim como carros e pacotes de férias, para os colaboradores de linha de frente que conseguirem comprovar que já foram imunizados contra o covid-19. A firma fundada por Jeff Bezos estava relutante em exigir a vacinação da sua força de trabalho que ultrapassa a marca de 1.3 milhões de pessoas, mas a maior varejista do planeta espera que a ideia da loteria cooperativa, intitulada de “Max Your Vax”, consiga convencer aqueles colaboradores que ainda resistem em receber a vacina.

Nos últimos meses diversas companhias americanas têm exigido a vacinação dos seus funcionários para o retorno do trabalho presencial. E o anúncio da loteria da Amazon já era um tanto que aguardado, já que o Bloomberg tinha vazado algumas informações a respeito, assim como relatado que os funcionários da companhia teriam que continuar utilizando máscaras faciais dentro das instalações de logística da empresa, independentemente de estarem vacinados ou não. Esse cuidado a mais tem sido tomado por conta do risco de disseminação da variante Delta.

Obrigatoriedade recente

Anteriormente, mais precisamente no final de maio, os funcionários vacinados da Amazon não eram obrigados a utilizar máscaras durante o seu expediente, e a companhia chegou a oferecer US$ 80 para que seus colaboradores fossem se vacinar. Porém, a empresa está aflita para que seus trabalhadores voltem para os seus postos com força total, para atender a alta demanda de pedidos online que sua plataforma tem recebido, por isso o incentivo da loteria. Mas, alguns gerentes e outros funcionários estão receosos de que as determinações da empresa façam com que os colaboradores céticos na vacinação se demitam e procurem por outros postos de trabalho.

Então para tentar apaziguar qualquer desavença, a loteria da Amazon irá disponibilizar 18 prêmios, que no total estão avaliados em aproximadamente US$ 2 milhões, sendo dois primeiros prêmios em dinheiro de US$ 500 mil, seis prêmios de US$ 100 mil, cinco pacotes de férias e cinco veículos novos.

Apesar de interessante, a varejista não é a primeira empresa a promover tal empreitada, já que loterias desse tipo são relativamente comuns nos Estados Unidos, principalmente logo no início da vacinação. Em Hong Kong também foi implementada uma medida semelhante, onde as firmas tinham sorteado barras de ouro e um Rolex repleto de diamantes.

O evento realizado pela Amazon está aberto a todos os seus colaboradores da linha de frente, que é composta principalmente por pessoas que ocupam postos de trabalhos em armazéns e algumas outras instalações logísticas da companhias, como a Whole Foods Market e Amazon Fresh. Infelizmente, para os interessados em participar do sorteio, é obrigatório que você seja um contratado da empresa norte-americana, mas qualquer um pode saciar o desejo de disputar premiações nos melhores sites de apostas, que oferecem bônus e vantagens únicas, além de vários recursos exclusivos.

Multa

Adotando uma medida mais coercitiva, a terceira maior companhia aérea dos Estados Unidos, a Delta Airlines, anunciou que deve impor uma sobretaxa mensal de US$ 200 aos colaboradores que recebem auxílio saúde da companhia e não foram se vacinar. De acordo com a empresa, a partir do dia 30 de setembro, os trabalhadores não imunizados terão que realizar testes semanais para detecção do coronavírus, e assim utilizar máscaras nas instalações da companhia.

Ed Bastian, diretor executivo da Delta, espera que essas medidas consigam conter a disseminação agressiva da variante que tem ocorrido nos últimos tempos nos EUA. Ele ainda apontou que a maioria dos 75 mil colaboradores da Delta contam com plano de assistência à saúde da firma, e que a internação de um funcionário infectado chega a custar à empresa em média US$ 50 mil. “A sobretaxa (cobrada dos funcionários não vacinados) será necessária para lidar com o risco financeiro que a decisão de não se vacinar está criando para nossa empresa”, disse o executivo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.