A cozinheira de 34 anos que morreu, no último domingo (8), Dia das Mães, após a explosão de uma panela de pressão no restaurante Tavares onde trabalhava em Ceilândia, no Distrito Federal, é natural de Caxias, no Maranhão.

Jade do Carmo, vítima

Jade do Carmo Paz Gabriel foi socorrida e reanimada, mas acabou não resistindo aos ferimentos na cabeça e teve uma parada cardiorrespiratória indo a óbito.

A panela que tinha capacidade para 10 litros e explodiu era de porte industrial.

Após o ocorrido, a Polícia Civil interditou a cozinha do restaurante. Por lá os atendimentos foram suspensos.

A maranhense Jade morava em Brasília com a esposa e o filho. “Ela era trabalhadeira, fazia cada comida gostosa, era maravilhosa a minha sobrinha”, afirmou a tia da vítima, Maria Madalena do Carmo, que disse estar “sem palavras” com a tragédia.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.