A Secretaria de Saúde do Maranhão (SES) afirmou hoje, quarta-feira (11), o registro de mais um óbito em decorrência da gripe Influenza A (H1N1), sem informar que a morte de uma criança de dois anos foi no Hospital São Domingos. Oficialmente este foi o terceiro óbito na capital em 2020 pelos mesmos motivos.

O Blog do Luis Cardoso obteve também a revelação de que nesta semana teve um óbito no Socorrão 2 decorrente da mesma infecção, mas nada oficialmente confirmado. Em São Luís, hospitais púbicos e particulares estão lotados com pessoas se tratando contra a gripe. Não existem dados oficiais, mas são fortes comentários que boa parte com H1N1.

No caso da criança de dois anos, a SES informou que medidas de prevenção foram adotadas com medicamento aos cinco idosos que tiveram contato com a paciente.

Enquanto no Brasil a preocupação com o novo coronavírus consome as autoridades de Saúde, a gripe H1N1 mostra-se mais letal que o Covid-19, tanto um lugares onde os casos estão confirmados ou não.

Em 2019, foram registrados 3.430 casos de H1N1, com 796 mortes. Em 2018, computados de janeiro a maio, 222 óbitos. Conforme o Ministério da Saúde, essa gripe é altamente virulenta e de fácil transmissão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.