Maternidade Benedito Leite (MA) promove atividades da campanha Outubro Rosa
Palestra, orientações sobre autoexame e cuidados com a beleza integraram a programação da campanha de prevenção ao câncer de mama


Diversas atividades de prevenção ao câncer de mama serão realizadas pela Maternidade Benedito Leite, na capital maranhense, até o dia 29 de outubro. As ações fazem parte da Campanha Outubro Rosa, promovida na unidade de saúde gerenciada pelo Instituto Acqua e Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão.

Na terça-feira (15/10), mulheres internadas na maternidade receberam visita de estudantes do curso de Enfermagem da Universidade Ceuma, que compõem a Liga Acadêmica de Saúde da Mulher. A visita aos leitos teve objetivo de informar às gestantes em fase de amamentação sobre como fazer um autoexame das mamas.


“Viemos auxiliar as mães sobre como é o jeito certo de fazer esse autoexame, colocando a mão atrás da nuca e fazendo a palpação em toda a mama até as axilas, buscando alguma alteração, se houver”, explicou Ana Jéssica Pires Teixeira, presidente da Liga Acadêmica.
Ela explicou também que o autoexame não é restrito apenas às mulheres. “É importante que o homem também faça o autoexame. Embora seja mais raro, o câncer também acomete os homens”, reforçou a enfermeira.
Cristiane Costa Santos, 27 anos, teve o parto da pequena Geovana Beatriz na maternidade, no dia anterior, e aproveitou para fazer o autoexame acompanhada das enfermeiras. “Não sabia como fazer o toque das mamas, mas costumo fazer os preventivos ginecológicos no posto de saúde do meu bairro”, disse Cristiane.

Sobre o diagnóstico – A abordagem de um paciente que acabou de receber o diagnóstico de câncer foi o tema apresentado pela psicóloga Sanna Brandes Caldas, que atua como preceptora da Faculdade Uninassau no Hospital Dr. Carlos Macieira, a convite da maternidade.

A profissional de saúde apresentou dados sobre fatores genéticos, psicológicos e sociais que podem ocasionar a doença e diferentes abordagens da relação do câncer com a possibilidade da morte. “A gente não precisa chegar ao adoecimento para vivenciar a problemática. A gente trabalha com a prevenção e a campanha fortalece o diálogo sobre essas questões, como lidar com essa notícia”, falou.

Para a psicóloga, é importante fortalecer o apoio familiar e a rede de amigos e pessoas próximas para que o tema seja realidade. “Falar do diagnóstico e tratar de forma igualitária é a melhor conduta para termos respeito e acolhimento com a pessoa em fase de tratamento contra o câncer. Estudos têm comprovado que os avanços aos pacientes se dão, sobretudo, pela forma como ele é tratado. E essa qualidade de vida pode minimizar os sinais, os sintomas e garantir a estabilidade da doença”, completou a psicóloga.


Campanha de doação – A ação na Maternidade Benedito Leite contou ainda com a doação de lenços para pacientes em tratamento de câncer e a doação de fios de cabelos, como informa a coordenadora de enfermagem da Benedito Leite, Kelma Lucena.

“Este é o segundo ano que realizamos essa campanha de doação de cabelo. Na ação de hoje, contamos com a presença de uma cabeleireira que fez o corte de cabelo das pessoas que vieram até aqui para doar. Mas também estamos recebendo doações de pessoas fora da unidade que já vierem com os fios cortados para a doação”, disse Kelma.
As pessoas que desejarem doar cabelos e lenços podem efetuar a entrega no setor de Supervisão Administrativa e Supervisão de Enfermagem da unidade de saúde. Os fios devem ser de cabelos naturais, com 20 centímetros de corte. A ação na maternidade contou ainda com sessão de maquiagem e limpeza de pele.


Programação – As atividades da Campanha Outubro Rosa na unidade de saúde prosseguem com uma tarde de relaxamento, em 22 de outubro, e o encerramento das campanhas “Lenço Solidário” e “Corte Solidário”, no dia 29 de outubro, às 14h. O evento terá a presença de representantes da Fundação Antônio Bruno, instituição que receberá o material doado nas duas campanhas.

A Campanha Outubro Rosa é realizada em todas as unidades gerenciadas pelo Instituto Acqua no Maranhão como forma de divulgar as informações sobre prevenção ao câncer de mama. A doença é o segundo tipo de câncer que mais acomete mulheres no Brasil. O Ministério da Saúde orienta que a mamografia de rotina em mulheres sem sintomas ou sinais de doença em suas mamas (rastreamento) seja feita na faixa etária entre 50 e 69 anos, uma vez a cada dois anos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.