Após a atitude equivocada do prefeito de São Luís, Eduardo Braide, que teria acionado a polícia para encerrar uma manifestação cultural que ocorria no Mercado das Tulhas na noite da última sexta-feira (22), no Centro Histórico da capital, os ex-secretários de Educação e Cultura do Estado, Felipe Camarão e Anderson Lindoso, emitiram nota de repúdio citando o desrespeito do chefe do Executivo com o povo que o elegeu.

Prefeito Eduardo Braide entre rodoviários durante greve em São Luís

Confira abaixo.

Nota de repúdio

Inadmissível o que o prefeito Eduardo Braide mandou fazer com uma manifestação cultural e religiosa tão importante para nosso Estado, que ocorria de forma espontânea, em um espaço que é sinônimo da diversidade da nossa gente, o Mercado das Tulhas.

Mais um ato equivocado do prefeito, que deveria zelar por nossas tradições e cultura, e não utilizar a força para paralisa-las sob qualquer que seja o pretexto.

O diálogo e respeito sempre deverão ser o caminho. Os tempos sombrios em que a força era utilizada para oprimir o povo negro e sua cultura e religião ficaram para trás e devemos lutar dia após dia para que jamais retornem.

O Tambor de Crioula é tradição em nossa cidade e patrimônio cultural imaterial do nosso país. Deve ser preservado e incentivado sempre. E não ser usado apenas como interesse político para angariar votos e se eleger.

A liberdade de manifestação cultural e religiosa são direitos fundamentais intimamente ligados à dignidade da pessoa humana e ao usar a força como repressão o prefeito desrespeita a dignidade do povo e de suas manifestações.

Condenamos veementemente uma atitude tão grosseira e desrespeitosa e nos solidarizamos com os manifestantes que tanto representam a resistência dos valores culturais afro-brasileiros.

*Felipe Camarão e Anderson Lindoso*, professores e ex-secretários de Cultura do Maranhão

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.