Esquecidos e enganados por Dino, policiais civis do Maranhão farão cortejo com marcha fúnebre

    Inconformados com a traição do ex-governador Flávio Dino, policiais civis do Estado farão um cortejo denominado de ‘Marcha fúnebre: A MORTE da Polícia Civil no MARANHÃO’, como protesto por oito anos sem avanços financeiros e sem nenhuma melhoria para a categoria.

    Foto Divulgação

    Dia 20 de Abril, data que antecede o Dia do Policial Civil, a categoria vai as ruas em ato que simboliza enterro da Polícia Civil do Maranhão. Esquecida e enganada pelo ex governador Flávio Dino e seu secretariado.

    MORTA por quem tinha obrigação de CUIDAR e gerir com ZELO.
    MORTA lentamente por meios inadmissíveis.

    Velório: 20 de Abril –
    A partir de 13h30

    Cortejo: Centro da Cidade
    As 15h30

    Central de velórios: Praça Deodoro

    DATA: 20 de Abril – Pois dia 21 será dia de pranto depois de tamanha PRECARIEDADE.
    Uma morte que poderia ser EVITADA.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Aumenta no Maranhão protestos de servidores da Educação por rateio do Fundeb; agora foi em Anapurus

    A cada dia que passa novos gestores municipais estão se revelando verdadeiros inimigos da Educação, aumentando o número de protestos e insatisfação dos servidores. Agora foi a vez de Anapurus, onde a prefeita Vanderly Monteles se recusa a pagar o abono salarial com as sobras do Funed, como determina a lei.

    Os trabalhadores da Educação ganharam as ruas, passando pelo prédio da Câmara Municipal e em seguida para a sede da prefeitura. Não foram recebidos em nenhuma das casas e nem pelas autoridades cruéis. E olha que a prefeita é professora.

    Conifira no vídeo abaixo a indignação dos funcionários:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Em Jatobá, pessoas que moram em São Luís estão na folha e prefeito não quer pagar o abono do Fundeb

    O sindicato dos professores de Jatobá fez um protesto reivindicando que seja pago o abono dos 70% do que sobro do FUNDEB, que deveriam ser divididos entre os docentes. Segundo o sindicato, foram feito diversos apelos ao prefeito da cidade, conhecido como Robertinho, e secretaria de Educação daquela cidade, para que houvesse uma reunião e tratarem do assunto. 

    Prefeito e secretária de Educação tentam enganar os professores dizendo que não teve sobra. O Sindicato também contestou junto as autoridades gestoras do município a questão da diferença de salários da classe. Segundo os manifestantes, os professores alinhados ao prefeito ou que foram cabos eleitorais recebem dobrados seus salários, mesmo trabalhando a mesma quantidade de horas e tem a mesma formação.

    Além de ofertar gratificações aos cabos eleitorais, existem professores que moram em São Luís na folha do município. Outra questão grave trata de auxiliar de serviços gerais  ocupando espaço de diretora de escola pelo simples fato de toda a família ter apoiado o prefeito.

    Representantes do sindicato dizem que tem muitos funcionários contratados em cargos comissionados pagos pelo Fundeb, que somente cederam seu nome pra receber salario e nunca compareceram em seus postos de trabalho.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Criança indígena morre atropelada e BR 226 é bloqueada no Maranhão

    Em mais uma ação de protesto, indígenas da Reserva Cana Brava voltaram a bloquear a BR 226 na entrada para a cidade de Jenipapo dos Vieiras, entre os municípios de Barra do Corda e Grajaú na manhã desta terça-feira (13).

    Bloqueio na BR 226

    A interdição ocorreu após uma criança indígena de 11 anos idade morrer atropelada na rodovia. O clima no local é tenso e a BR segue fechada.

    BR 226 fechada por manifestantes indígenas

    Policiais Rodoviários Federais foram acionado para o local.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Manifestação política em São Luís desafia a covid-19 e deixa Flávio Dino calado

    Para as festas noturnas com público acima de 100 pessoas usa-se os rigores da lei. Aos movimentos políticos com mais de 300 pessoas, leis e decretos não valem, E o que é pior: o silêncio comprometedor de Flávio Dino.

    Durante inauguração de obras na região Sul do Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro foi processado pelo Governo do Estado por aglomerar e não usar máscara. Até aqui tudo bem, tudo bacana.

    Na campanha de 2020, ao que parece, o governo afrouxou e deixou tudo rolar solto. Comícios diários lotados ajudaram muito ao estado crítico que se vive hoje, com o aumento dos casos e óbitos provocados pelo novo coronavírus.

    Passado um período, criaram decretos mais restritivos desrespeitados pelo próprio governador. E ontem vimos o exemplo do que será no próximo ano, o ano eleitoral.

    Ontem, Sindicatos, associações, todos engajados em movimentos políticos de esquerda aglomerando diante de nossos olhos, passando pela porta de nossas casas, ocupando ruas, praças e avenidas. Todos contra Bolsonaro.

    Como o presidente é o inimigo número um de Flávio Dino, a Covid-19 não existe. Uma loucura! Confira no vídeo abaixo:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    VÍDEO: Protesto termina em prisão de duas mulheres no Maranhão

    Durante um protesto, ocorrido neste domingo (25), onde populares bloquearam o acesso ao Distrito de Aurizona, no município de Godofredo Viana, no Maranhão, duas mulheres identificadas como Maria Aldineia e Maria Valdiene, acabaram presas.

    Foto Reprodução

    Conforme noticiou o Blog do Neto Weba, moradores da região reivindicavam abastecimento de água mineral para a população exigindo providências por parte da mineradora Equinox Gold, pois o rio do Juiz de Fora encontra-se poluído de lama e mato, devido a um ‘suposto’ rompimento da barragem do lago da empresa ocorrido há um mês. A comunidade atribui a responsabilidade à mineradora.

    Ontem, durante o ato, a prisão das duas manifestantes provocou revolta na população que acusa a Polícia Militar de truculência.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Mais de 100 restaurantes, lanchonetes e bares confirmam paralisação de delivery em São Luís nesta terça (23)

    Como forma de protesto contra as medidas adotadas pelo Governo do Estado, restaurantes, bares e lanchonetes, não abrirão as portas nesta terça-feira, dia 23. Não serão atendidos os serviços de delivery e nem o de entrega no local. E de acordo com o presidente da Abrasel no Maranhão, Gustavo Araújo, mais de 100 estabelecimentos já aderiram à paralisação das atividades amanhã. A ideia é parar por 24 horas o serviço de entrega a domicílio.

    Foto Reprodução

    Isso por que os empresários acreditam que a suspensão do atendimento presencial nesses locais até o próximo dia 28 de março, seja um ato de perseguição do Governo Estadual ao setor.

    Segundo os proprietários de lanchonetes, bares e restaurantes, os impactos da medida restritiva são grandes no faturamento, uma vez que o delivery não corresponde nem a 10% do lucro destes locais.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Enfermeiros e técnicos do Hospital São Domingos realizam ato de protesto

    Enfermeiros e técnicos fazem manifestação na manhã de hoje, quinta-feira (04) na avenida Jerônimo de Albuquerque, na altura do Hospital São Domingos. Eles protestam contra o que consideram exploração desumana com o aumento na carga de trabalho sem o aumento da remuneração. 

    O São Domingos quer impor a escala 12/60 para 12/36. Enfermeiros não aceitam a redução da folga sem que haja a compensação salarial. Veja abaixo o protesto:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Tiroteio! BR-226 continua interditada por indígenas

    A manifestação ocorreu após um ocupante de um veículo ter atirado contra um grupo de indígenas que estava nas margens da rodovia. Dois morreram. Em seguida a BR foi bloqueada em três pontos.

    São Luís, domingo, 08 de dezembro de 2019 – No início da tarde de sábado, 07 de dezembro, a rodovia BR-226, foi interditada por índios em três pontos, entre os municípios de Barra do Corda e Grajaú/MA, dentro do perímetro da reserva indígena Guajajara, na aldeia Elbetel, km 340. A interdição ocorreu após cinco moradores terem sido alvejados por disparos de arma de fogo deflagrados por um ocupante de um veículo branco, que acertou mortalmente duas pessoas e feriu outras três. O tiroteio ocorreu por volta das 12h30 de sábado (07) e a interdição começou uma hora depois.

    O tiroteio

    As circunstâncias e o motivo do ocorrido ainda não estão totalmente esclarecidos. O que se sabe é que por volta das 12h30, no local descrito, uma pessoa passou atirando nos indígenas que estavam nas margens da rodovia BR-226. As informações iniciais dão conta que um deles morreu no local e um outro faleceu no hospital, além de outros três alvejados pelos disparos. O atirador está sendo procurado pela polícia, que também investiga a motivação do ocorrido.

    Em vídeo, Sonia Guajajara lamenta morte de mais dois parentes e exige justiça

    Indígenas acabam de bloquear a BR-226 entre Grajaú e Barra do Corda no Maranhão

    Índios tocam terror na BR-316 e fazem uma pessoa refém em Santa Inês

    Interdições e saques

    Por volta das 13h30, os moradores da região das aldeias começaram a manifestação. A BR-226 foi bloqueada em três pontos. Ao menos dois caminhões foram tomados de assalto e atravessados na rodovia, que também foi cortada e bloqueada por galhos de árvores. As cargas dos dois caminhões foram saqueadas. Uma fila de aproximadamente um quilômetro e meio se formou para cada lado. Equipes da PRF e da Polícia Militar encontram-se no local, mas não estimaram o horário de liberação da rodovia, vez que a concentração de índios é grande, vindos das aldeias vizinhas. As negociações para a liberação continuam.

    Opções de desvio

    Os desvios propostos para quem pretende se deslocar pela região é se encaminhar pela BR-010, BR-222 e BR-135, além de alguns acessos por rodovias estaduais.

    Emergência ligue 191.

    FONTE: Assessoria de comunicação da PRF

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Indígenas acabam de bloquear a BR-226 entre Grajaú e Barra do Corda no Maranhão

    Minuto Barra

    Um tiroteio ocorreu logo após o meio dia desse sábado na BR-226 entre Grajaú e Barra do Corda, onde deixou um índio morto e outros quatro feridos. Segundo informações que chegaram ao Blog  Minuto Barra, uma pessoa em um carro branco passou na rodovia disparando tiros.

    A Br-226 encontra bloqueada pelos indígenas, mas até o presente momento a Polícia Rodoviária Federal ainda não chegou ao local.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Sem transporte escolar, alunos de Vitória do Mearim fazem protesto

    Depois de muito tempo de espera e sem nenhuma solução concreta, alunos das redes municipal e estadual de ensino saíram às ruas para protestar por causa da falta de transporte escolar em Vitória do Mearim. Além disso, a ausência de infraestrutura e salários dos servidores em atraso.

    Com escolas municipais e estaduais funcionando de forma precária na zona rural e na sede do município, os alunos ainda são obrigados a ficarem em casa porque não existem ônibus para transportá-los.

    O pior mesmo acontece na rede estadual, aquelas que o governo comunista faz propaganda enganosa nos horários nobres da Rede Globo, torrando milhões dos contribuintes. A prefeita de Vitória do Mearim, Didima Coelho, garante que está fazendo a parte dela e critica a Seduc por não repassar os recursos para pagar o transporte dos alunos do ensino médio.

    Confira no vídeo abaixo trecho da manifestação dos alunos:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.