A Polícia Civil do Maranhão, por meio do DCCT/SEIC e do LAB-LD,  prendeu na manhã desta sexta-feira (15) três pessoas suspeitas de fraudarem boletos de cobranças de condomínios que chegam a R$ 500 mil. Participaram da fraude  Wennys Carlos de Sousa Oliveira, Isaac Pereira do Nascimento e Leide Dayana Dias Silva (foto abaixo).

Denominada de “Operação Trojan Horse”, chegou até a quadrilha que adulterou o código de barras de boletos de cobranças por meio de um sistema de computador (software aplicativo – específico para condomínios) que gerava esses boletos de cobranças, segundo informou a Polícia. Os valores pagos não eram colocados na conta do condomínio, mas de uma empresa ligada ao trio.

A operação concluiu que os prejuízos foram de 500 mil reais entre os anos de 2015 a 2017 só ao condomínio residencial Parque das Árvores, no Grand Park, comprometendo as manutenções do local. Um servidor público federal com conhecimento em tecnologia de informação estava envolvido.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.