Empresários são presos em Teresina por receptação de cargas roubadas no Maranhão

Blog do Jota Luiz 

Uma ação das Polícias Civis do Maranhão e Piauí, na manhã de quarta-feira (24), em Teresina, resultou na prisão de quatro empresários, suspeitos de receptação de cargas roubadas no Maranhão.

Os produtos estão avaliados em R$ 280 mil.

A operação aconteceu nos bairros Santa Sofia, Mocambinho e Santa Maria da Codipi, nas zonas Norte e leste da capital piauiense. Entre os presos estão donos de supermercados, distribuidoras e comércios de Teresina.

Os presos foram autuados por receptação qualificada por conta da guarda e venda das cargas roubadas nas cidades de Grajaú e Jenipapo dos Vieiras, no Maranhão, na semana passada.

Foram apreendidos centenas de fardos de arroz e feijão, além de centenas de caixas de óleo vegetal. A carga de arroz e feijão está avaliada em R$ 130 mil e a de óleo em R$ 150 mil.como montar uma loja virtual

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Preso homem suspeito de mandar pedreiro matar ex-mulher e filha no Calhau

Foi preso na manhã de hoje (22) os dois suspeitos do assassinato de Maria da Graça e sua filha Talita Oliveira no bairro do Calhau, em São Luís, ocorrido no último dia 07.

De acordo com informações apuradas pela Polícia, o ex-marido de Maria das Graças é o mandante do homicídio. O acusado ainda de acordo com a Polícia, contratou um pedreiro que trabalhava na casa vizinha para executar o crime contra mãe e filha. O mandante do crime foi preso no município de Imperatriz-Ma e o executor em São Luís.

O caso está sendo investigado pela Superintendência de Homicidios e Proteção a Pessoa e pela Delegacia da Mulher, sendo tratado como crime de feminicídio.

Corpos de duas mulheres, mãe e filha, encontrados na garagem de casa no Calhau

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ex-delegado Thiago Bardal e agente Batista, da Seic, estão soltos

O juízo da 1ª vara criminal de São Luís, Ronaldo Maciel,, condenou os ex-delegado de Polícia Civil, Thiago Mattos Bardal a sete anos e 08 meses de reclusão e ao pagamento de multa de 208 (duzentos e oito) dias-multa pelo crime de Concussão. Ele ficará em regime de cumprimento da pena ser o semi-aberto, já que o condenado encontrava-se preso há 1 ano e 7 meses. O juiz reconheceu a este o direito de ser solto, já que o tempo preso autoriza o acesso ao regime aberto para início de cumprimento da pena.

Na mesma sentença foi condenado ainda JOÃO BATISTA MARQUES DOS SANTOS a sete anos e 08 oito meses de reclusão e ao pagamento de multa, Werther Ferraz Lima a seis anos e três meses e 20 dias de reclusão, também pela prática do crime de concussão.

O juiz ainda decretou a revogação da prisão do réu João Batista Marques dos Santos pelos fundamentos da revogação da prisão do ex-delegado. Já Ferraz Lima continua preso por não faz jus a liberdade, já que está preso há pouco mais de dois meses.

Todos tiveram decretadas contra si a perda do cargo público, visto que foram acusados de terem solicitado e recebido propina no valor de R$ 180.000,00 para que não prendessem um elemento que era assaltante de banco, na ocasião de uma operação que resultou na prisão de um suspeito em flagrante delito.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Suspeito de vender armas é preso com pistola, munições e R$ 10 mil na cidade de Viana

Por G1 MA

Na manhã desta quinta-feira (21), a policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam um homem suspeito de vender armas de fogo, munições e drogas no Povoado Santa Maria, na cidade de Viana, a 217 km de São Luís.

Suspeito de vender armas é preso com pistola, munições e R$ 10 mil na cidade de Viana. — Foto: Divulgação/Polícia Militar do Maranhão.

Durante a operação, a PM apreendeu: uma pistola calibre 380, carregada com treze munições do mesmo calibre; um saco pesando aproximadamente um quilo de chumbo (material usado para carregar espingarda e fazer cartucho); uma motocicleta Honda Bros 150, cor preta; dois celulares e a quantia de R$ 10 mil em espécie e sem procedência lícita.

A polícia chegou até os suspeitos após receber denúncias anônima de que no Povoado Santa Maria havia um homem vendendo armas de fogo e drogas, e que também ele era suspeito de integrar um grupo de extermínio, que havia sido desarticulado, em 2019, pela polícia durante a operação “Cifra Negra” na região.

Com base na denúncia, as viaturas do Bope e da Força Tática se deslocaram até a casa do suspeito, onde foi realizada a prisão e a apreensão de vasto material. O homem foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Viana, para as providências necessárias.

Ainda de acordo com a PM, o homem já era conhecido da polícia por ter invadido, em 2018, o Destacamento Policial Militar (DPM) da cidade de Matinha, a 222 km de São Luís.

Consta no autos, que o homem e três comparsas fizeram ameaças contra um policial que trabalhava no DPM

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Empresário que terceiriza a saúde em SJR é preso por suspeita de contratos e propinas milionárias

Está aí o motivo do abandono da saúde em São José de Ribamar. Um verdadeiro escândalo. O empresário Mário Peixoto, preso nesta quinta-feira no Rio de Janeiro, suspeito de pagar propina em troca de contratos na saúde pública para suas empresas, está por trás do Instituto Unir Saúde – UNIR, que tem contrato milionário com a Prefeitura de São José de Ribamar.

O contrato de R$ 20.303.004,00 (vinte milhões trezentos e três mil e quatro reais) foi firmado entre a organização social usada por Peixoto e a Prefeitura de Ribamar no dia 15 de dezembro de 2017 para gerenciar o hospital e a maternidade de São José de Ribamar. O responsável pela celebração do contrato foi o secretário municipal de Saúde, Tiago José Mendes Fernandes.


O Instituto Unir Saúde – UNIR é de propriedade de Leonardo de Azevedo Assunção e está localizada no Rio de Janeiro (RJ). Mas investigações da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Receita Federal descobriram que a UNIR é uma das organizações usadas por Peixoto para conseguir contratos para suas empresas.

Enquanto isso, em plena pandemia do Covid-19, a população ribamarense fica à mercê do descaso na saúde municipal, sem leitos, equipamentos e EPIs para os profissionais de saúde. Não é à toa que já foi aprovada e está em fase inicial de trabalhos a CPI da Saúde, na Câmara Municipal de Ribamar. Com certeza muitas irregularidades serão descobertas. É esperar para ver.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Policial militar estava praticando assaltos no Cohatrac e é preso

De identidade ainda não revelada, um policial militar estava em um carro roubado praticando assaltos no Cohatrac/Aracagy. A polícia foi informada e prendeu o soldado.

Conforme informações, ele ainda trocou tirou com uma guarnição e teria pulado o muro de várias casas durante s fuga, mas foi preso.
Aguardem novas informações.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Veja o vídeo do momento em que policiais chegam com Ronaldinho gaúcho preso no Paraguai

O craque brasileiro pentacampeão mundial de futebol, Ronaldinho Gaúcho, foi levado de uma suite que ocupava em um resort, em Lambaré, em Assunção, no Paraguai, ontem à noite, quarta-feira (04) por policiais armados. O embaixador do Turismo no Brasil é acusado de portar passaporte falsificado. Confira no vídeo abaixo quando o craque chega preso com um irmão a uma delegacia:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

PRF recebe denúncia e prende condutor de carreta dirigindo alcoolizado na BR 222

Terça-feira (17), por volta das 18h35, no Km 667 da BR 222, foi dada ordem de parada ao caminhão Scania/G 420, cor branca, conduzida por um homem de 45 anos.

Antes da referida abordagem, algumas pessoas compareceram à Unidade Operacional da PRF em Açailândia e relataram que o referido veículo trafegava pela rodovia realizando manobras em zigue-zague, forçando automóveis a saírem da pista.

Após ser abordado, percebeu-se que o motorista da carreta apresentava forte odor etílico, olhos avermelhados e dificuldade de equilíbrio.


Diante de tantas evidências, mesmo após recusa a se submeter ao teste do etilômetro, foi lavrado Termo de Constatação de Embriaguez em desvafor do caminhoneiro, que foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Açailândia por conduzir veículo sob a influência de álcool.

Fonte: PRF

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Motorista de carreta é preso após apresentar documento falso em fiscalização da PRF na BR 010

Em 10 de dezembro do ano de 2019, por volta das 10 horas, durante fiscalização em frente à Unidade Operacional da PRF de Imperatriz localizada no km 260 da BR 010, foi abordado o veículo Scania de cor branca, tracionando o semirreboque Sr/Randon de cor vermelha conduzido por um homem de 42 anos.

Durante a fiscalização ao CRLV do cavalo-trator, foi verificado que o mesmo apresenta diversos indícios de falsificação. Ao consultar o veículo no sistema, é possível verificar que o mesmo possui restrição de média monta devido a um acidente e que não poderia estar em circulação sem antes passar por vistoria.

Dessa maneira, diante desses fatos, o condutor bem como o documento foram encaminhados para a Polícia Civil em Imperatriz.

Fonte: PRF

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ministro do STJ converte prisão de juiz da Bahia de temporária para preventiva

O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu nesta segunda-feira (2) converter de temporária para preventiva a prisão do juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio, da 5ª vara de Substituições da Comarca de Salvador (BA).

Na prática, com a decisão do ministro do STJ, a prisão do juiz não terá prazo. Isso porque a prisão temporária pode durar somente até 10 dias.

Sérgio Humberto foi preso pela Polícia Federal em 23 de novembro por suposto envolvimento em um esquema de venda de decisões judiciais, além de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência na Bahia.

Quando o juiz foi preso, a defesa informou que o magistrado já havia respondido a todas as perguntas da PF e que acreditava que a prisão dele seria revogada.

Além de Sérgio Humberto, o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Gesivaldo Britto, e outros cinco magistrados foram afastados dos cargos por 90 dias por suspeita de envolvimento no mesmo esquema.

Quando autorizou a operação da PF, Og Fernandes apontou a existência de uma organização criminosa que atuou no recebimento de propina, venda de decisões judiciais e grilagem de terras envolvendo a cúpula do Poder Judiciário no estado.

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), a análise de dados telefônicos e bancários obtidos com autorização judicial revelou “uma teia de corrupção, com organização criminosa formada por desembargadores, magistrados e servidores do TJ-BA, bem como por advogados, produtores rurais e outros atores do estado, em um esquema de venda de decisões para legitimação de terras no oeste baiano, numa roupagem em que se tem em litígio mais de 800 mil hectares”.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

PF prende ex-presidente do TJ da Bahia em nova fase de operação

Neto Ferreira

A Polícia Federal prendeu preventivamente na manhã desta sexta-feira a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, do Tribunal de Justiça da Bahia, em nova fase da Operação Faroeste, que investiga um esquema de corrupção no tribunal.

A ordem de prisão foi expedida pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes, relator do caso, após pedido da Procuradoria-Geral da República. Og também converteu as prisões temporárias cumpridas na semana passada em preventivas — sem prazo para terminar.

Maria do Socorro foi ex-presidente do TJ da Bahia e é suspeita de integrar o esquema de venda de decisões judiciais no tribunal, que permitiu grilagem de terra no oeste da Bahia.De acordo com a investigação, a desembargadora movimentou cerca de R$ 17 milhões em suas contas entre 2013 e 2019, parte dos valores sem origem comprovada.

O pedido de prisão da desembargadora aponta indícios de que estava atuando para obstruir as investigações, como uma ordem dada para funcionária do seu gabinete “impedir a apreensão de aparelho telefônico pela Polícia Federal” e outras conversas que indicam limpeza de provas, segundo a PGR. A desembargadora estava proibida de manter contato com os funcionários do seu gabinete, mas teria descumprido a ordem do STJ.

“O contato referido foi realizado justamente para tratar ad aparente destruição de prova, perquirindo se a Polícia Federal havia apreendido tal aparelho e, como houve resposta positiva, querendo saber se o conteúdo havia sido apagado”, escreveu o ministro Og Fernandes em sua decisão. Essa nova fase da operação foi batizada de Joia da Coroa.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Polícia prende cinco militares que davam cobertura para organização criminosa no Maranhão

Em operação denominada “Cifra Negra”, as policias Civil e Militar prenderam ontem, quarta-feira (30) um grupo de militares formados por soldados e dois sargentos da PM-MA que estavam dando cobertura para uma organização criminosa no Maranhão envolvida no tráfico de drogas e homicídios.    

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.