Polícia Rodoviária Federal desmobilizou maioria dos pontos de bloqueio, segundo Ministério da Infraestrutura.

BR 010 no Maranhão

A Polícia Rodoviária Federal de pelo menos 15 Estados relataram pontos de bloqueio em rodovias por todo o país por conta de paralisação de caminhoneiros, que começou na quarta-feira, 8, e outros três estados, mas sem relação com os manifestantes. Entre os Estados afetados estão Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Santa Catarina, Tocantins, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e São Paulo.

Nas rodovias federais do Maranhão são duas manifestações em andamento na manhã desta quinta-feira (09): uma na BR-230, em Balsas, sem bloqueio da via, e outra iniciada às 7h30 da manhã na BR-010, km 300, no município de Cidelândia, sudoeste do Estado.

O Ministério da Infraestrutura confirma que os bloqueios aconteceram e que já desmobilizou  117 pontos.

Em nota, o ministério diz que “não há coordenação de qualquer entidade setorial do do transporte rodoviário de cargas e a composição das mobilizações é heterogênea, não se limitando a demandas ligadas à categoria.” A maior manifestação aconteceu em Santa Catarina. No Maranhão, os manifestantes fecharam rodovias em Balsas e a pauta seria protesto contra o Supremo Tribunal Federal.

O presidente Jair Bolsonaro pediu a caminhoneiros o fim de protestos nas rodovias – “atrapalham nossa economia”, disse ele.

O experiente gestor da Armor Capital e especialista em câmbio Alfredo Menezes, fez o alerta: “O foco agora para o mercado é o movimento de caminhoneiros. Seria horrível para o PIB e o fiscal. Um tiro no pé.” As ações da Petrobras caíram mais de 5,5% no pregão desta quarta-feira. O Ibovespa caiu quase 4% e o dólar subiu quase 3%, aos 5,32 reais.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.