Em reunião com prefeitos da Região Metropolitana de São Luís, de Imperatriz, e representantes do TJ, MP e TCE, o governador Flávio Dino descartou o lockdown, mas anunciou a suspensão de eventos, mesmo com 150 pessoas.

Mas uma vez a medida restritiva só endurece para cima de produtores, artistas, donos de bares e restaurantes, garçons e seguranças.

Como o diabo não é ruim pra todo mundo, o serviço público, que já vinha funcionando de forma reduzida, a partir do dia 8 estão suspensas as atividades presenciais presenciais pelo período de dez dias.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.