Globo reforça vigilância sobre afiliadas

A partir do próximo dia 1º, a Globo terá sete profissionais monitorando os telejornais locais de suas 116 afiliadas em todo o país. Normalmente, esse trabalho é feito por duas pessoas e visa, principalmente, verificar se as TVs parceiras estão mantendo o padrão de qualidade ditado pela cabeça-de-rede.

A informação é de Daniel Castro, na coluna Outro Canal, na Folha.

De junho a outubro, no entanto, o alvo do controle de qualidade da Globo serão as eleições municipais. A vigilância é uma forma de impedir que suas afiliadas apóiem determinado candidato ou façam campanha contra outros, diz o colunista.

Neste ano, a vigilância da Globo será maior em municípios onde donos ou sócios de suas afiliadas estão envolvidos em campanha política.

 Segundo a coluna Outro Canal, o controle sobre a programação local de 20 afiliadas da Globo é feito via internet, quase em tempo real. Essas emissoras colocam seus telejornais em um site ao qual só os profissionais da Globo têm acesso.

As demais afiliadas enviam cópias de seus telejornais diariamente para o controle de qualidade. A avaliação é feita aleatoriamente e sob denúncia, informa Daniel Castro. 

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Decisão tomada

O presidente da Emap -empresa que dirige o Porto do Itaqui- João Castelo informou para alguns funcionários e até parentes seus com cargos na Emap que entrega o cargo no dia 4 para disputar a Prefeitura de São Luís.

A filha Gardeninha pediu ao pai cautela. Acha que até o dia 25 as coisas vão ser amarradas pelas lideranças da Frente de Libertação em seu favor.

João Castelo quer, além do apoio de Jackson Lago, Edison Vidigal, Aderson Lago, Roberto Rocha e José Reinaldo Tavares, que seja substituído na Emap pelo engenheiro João Rodolfo, seu primo, que ocupa atualmente a direção de operações da Emap.    

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Precipitação

Se tivessemos uma investigação sobre a Secretaria de Comunicação Estadual e a PF grampeasse o telefone do jornalista Gilberto Lima e em determinada conversa falasse que (sem nenhuma prova) os jornalistas Décio Sá e Marcos Deça estavam recebendo “mensalinho” da Secom, com certeza os dois seriam denunciados, ainda que inocentes.

Jackson Lago e o secretário de Planejamento Aziz Santos foram denunciados pelo Ministério Público Federal por citações de terceiros ao telefone. A PF deveria, antes de concluir suas investigações, se aprofundar para oferecer resultados mais concretos. E verdadeiros.    

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Oposição?

Caso o STJ acate a denúncia do Ministério Público Federal contra o governador Jackson Lago na questão da “Operação Navalha”, caberá ao Legislativo Estadual conceder a liberação para a abertura do processo, que resultará no afastamento provisório do governador.

Para que o processo não se inicie, serão necessários 28 votos. A bancada governista na AL é formada por 27 deputados. 15 deputados compõem a bancada da oposição. Acontece que a oposição propriamente dita, os parlamentares roseanistas, não chegam a 12 deputados.

Soube, através de um parlamentar da oposição, que três deputados da bancada contrária não votarão pela abertura do processo contra Jackson Lago. Aliás, não custa lembrar que  cinco deputados da oposição não estão indo ao prédio da Assembléia Legislativa. Exatamente para evitar o quorom para que os verdadeiros oposicionistas comentem a denúncia do MPF contra o governador. E mais: o líder do oposição, deputado Ricardo Murad, não tem reclamado da ausência dos companheiros de bancada. 

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

As boquinhas de Gilberto Lima

O ex-gestor da Rádio Timbira, Gilberto Lima, anda confundindo as pessoas com ele próprio. Colocou insultos contra minha pessoa em comentário no meu blogue. Diz que sou bajulador e que recebi dinheiro do secretário de comunicação, jornalista Zeca Pinheiro.

Tenho o Jornal A Tarde, que completará, agora, no dia 13 de junho, um ano. Apesar do curto espaço de tempo, o meu jornal é hoje a quarta maior tiragem, a quarta maior circulação em todo o Maranhão (circulo na sua Teresina, também, Gilberto) e a quarta maior vendagem em bancas. A contives, passo a circular, a partir deste domingo, em Axixá e Barreirinhas. Esse é um empreendimento de sucesso. Aliás, informo ao Gilberto que fui sócio-proprietário do Atos e Fatos e do Diário da Manhã, dois excelentes jornais que continuam vivos agradando seus leitores.

O Jornal A Tarde publica anúncios institucionais do Governo do Estado. Natural que receba pelas publicações, isso como ocorre com todos os veículos de comunicação. O que é errado é a Rádio Timbira servir de pagamento àqueles que fizeram a campanha do governador Jackson Lago. Não é certo que a emissora tenha recebido R$ 380 mil para compra de equipamentos e o senhor Gilberto Lima não tenha detalhado, até agora, como tal verba foi aplicada. Não é justo que Gilberto Lima, quando apresentava programa de rádio na Capital, tenha recebido mensalmente dinheiro da Secom, na época dirigida pela jornalista Flávia Regina. Sei, inclusive, o valor e das mãos de quem ele recebia. A propósito, essa pessoa que ajudava a Gilberto Lima deveria recitar trecho do poema de Augusto dos Anjos: “a mão que afaga é a mesma que apedreja”.

Não acho correto que o senhor Gilberto Lima continue cuspindo no prato que come. Como pode insultar o governador, que é aliado do deputado Julião Amin, e receber algum pela Coliseu?  Ainda bem que ele passou no concurso de agente administrativo da Caema e estranhamente foi chamado como excedente. Espero apenas que bata seu ponto e não queira que Rubem Brito, aliado de Jackson Lago, lhe ofereça mais de 1000% de gratificação. E de mais a mais, é melhor que Gilberto Lima procure repousar. Se estiver em dificuldade financeira, sugiro a Colônia Nina Rodrigues, que é pública.        

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sem provas

O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse hoje, pela manhã, à reportagem da Band News, que a denúncia oferecida pelo procurador Geral da República, Antônio Fernando de Sousa, contra o governador Jackson Lago, não prova nada. “Se aceito pelo Superior Tribunal de Justiça, agora é que o processo vai ser aberto. Além disso, todos os acusados terão oportunidades de se defender”, explicou Genro.

Que esse esclarecimento seja lido por alguns amigos do prefeito de São Luís que andam sorridentes; imaginando que, com o episódio, Tadeu Palácio cresceu e Jackson Lago murchou.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Zé Reinaldo aceita ser candidato da Frente I

O ex-governador José Reinaldo Tavares reúne hoje a imprensa, a partir das 10h, no hotel Abeville, para comunicar que aceita ser o candidato a prefeito de São Luís, desde que seja do consenso dos partidos que formaram a Frente de Libertação do Maranhão.

A idéia de lançar candidato único pela frente é defendida pela maioria das lideranças partidárias, exceto o PDT que, por influência do prefeito Tadeu Palácio, decidiu lançar candidatura própria e não abre mão do seu candidato Clodomir Paz.  

Zé Reinaldo aceita ser candidato da Frente II

 Na última reunião, na sexta-feira, no Palácio dos Leões, enquanto as lideranças trabalhavam a perspectiva de manter a unidade, os pedetistas orientados pelo prefeito Tadeu Palácio estavam na sede do partido para afirmar apoio ao nome de Clodomir Paz.

 Pelo visto, os pedetistas e o prefeito Tadeu Palácio não entenderam que a reunião havia sido convocada pelo próprio governador, numa clara demonstração de que é favorável a uma candidatura única.  

Zé Reinaldo aceita ser candidato da Frente III

 “O nome do ex-governador é o único capaz de aglutinar todas as correntes e manter a nossa unidade”, sugere o deputado federal Roberto Rocha.

Porém, encontra aberta resistência por parte do prefeito Tadeu Palácio. Ele, sem o menor espírito de equipe, prefere arriscar e tentar fazer seu sucessor.  

Zé Reinaldo aceita ser candidato da Frente IV

 O presidente da Emap, João Castelo, reuniu amigos mais próximos para comunicar que se depender dele a frente será reeditada com o nome do ex-governador José Reinaldo Tavares para disputar a sucessão municipal de São Luís.

 Castelo não que ser objeto de desagregação dentro do grupo político, mas lembra que seu nome permanece disparado em todas as pesquisas. Assim como José Reinaldo Tavares, o ex-deputado João Castelo não é aceito pelo prefeito Tadeu Palácio. 

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Magoado

O secretário da SMTT, Canindé Barros, explicou ontem, pela primeira vez, as razões que levaram a desistir de disputar a sucessão municipal de São Luís.

Uma coisa ficou bem clara: a sua lealdade ao prefeito Tadeu Palácio, embora a recíproca não tenha sido verdadeira. Canindé foi ao sacrifício desde quando aceitou deixar o PDT para se aventurar por um partido de aluguel, o PSL.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Decepcionado

Assim que renunciou a sua condição de pré-candidato do grupo de Tadeu Palácio como o melhor avaliado nas pesquisas, Canindé Barros chegou a pensar em pedir demissão da SMTT.

Porém, foi aconselhado por amigos mais próximos e familiares e cumprir sua missão na secretaria. E ainda como demonstração de lealdade ao prefeito recomendou as lideranças que apoiassem, a partir der agora, o nome de Clodomir Paz. Uma pergunta que não quer calar: será que Paz tomaria a mesma atitude?

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Incomodados

O crescimento do nome de Raimundo Cutrim, ex-secretário de Segurança Pública, tem incomodado os líderes que estiveram na Frente de Libertação do Maranhão.

Cutrim continua marcado posição em segundo lugar em todas as pesquisas de intenção de votos. Além de receber pancadas dos líderes do governo na Assembléia Legislativa, virou alvo do oposicionista Pedro Fernandes.    

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.