DEM pode intervir no Maranhão

Rodrigo Maia, presidente do DEM

Em reunião ontem com o deputado federal Clóvis Fecury, o presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia, avisou que vai aguardar apenas a decisão do PT nacional sobre a questão da aliança com o PMDB da governadora Roseana Sarney, que será tomada na sexta-feira.

Maia disse a Fecury, que é presidente regional do DEM no Maranhão, que o partido só coligará com o PMDB de Roseana se tiver participação na chapa majoritária.

O presidente nacional do DEM acredita que o PT nacional vai optar pela neutralidade dos petistas locais. Sendo assim, o DEM pode indicar o vica na chapa de Roseana.

Do contrário, em caso do PT formalizar aliança com Roseana, o DEM aceita indicar a segunda vaga de senador na chapa.

Em não se concretizando nenhuma das hipóteses, Maia deixou bem claro que haverá intervenção no Maranhão e apoiará a candidatura de Jackson Lago, indicando o vice na chapa do pedetista.

Maia disse que não aguenta mais as cobranças do PSDB nacional. “Ora, se não temos nenhuma indicação na chapa majoritária de Roseana, qual a razão de apoiá-la em detrimento da nossa chapa nacional, encabeçada pelo tucano José Serra”, lembrou Maia ao colega de bancada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Acreditem se quiser: Ricardo Murad pede licença para tratamento de saúde

O deputado estadual Ricardo Murad deu entrada ontem a um pedido de licença da Assembléia Legislativa para tratamento de saúde. Ele alega problemas estomacais.

Como Murad tem saúde pra doar e vender, o presidente da Assembléia Legislativa, Marcelo Tavares, ecaminhou hoje o pedido para o setor médico da Assembléia e para a Procuradoria da Casa.

O coordenador da campanha de Roseana Sarney pediu seis dias para tratamento de saúde e mais 117 dias para tratar de assuntos partculares, perfezendo um total de 123 dias.

Em seu lugar assume o suplente Valdivino Cabral.

Depois que o blogue mostrou que as reuniões políticas do governo do estado estavam acontecendo na casa de Murad, no Olho D`água, e o Imparcial entrevistou e estampou fotos de prefeitos no local, o coordenador da campanha mudou de endereço.

Ricardo Murad tem agora relizado as reuniões no Hotel Luzeiros, onde costuma despachar quando secretário de Saúde.

Ontem mesmo, data do pedido de licença para tratamento de saúde, o deputado esteve no Luzeiro promovendo encontros, entre uma dose e outra de uisque. Talvez, daí a razão dos problemas estomacais.

Sugestão blogue: tomar chá de boldo ou Engov

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Rapidinhas do LC

Cama larga

O prefeito de Cajapió, Chico da Cerâmica, mandou alargar a cama. Amanhece com o o deputado Raimundo Cutrim, toma café com advogado Elilázio Júnior (genro de Nelma Sarney), merenda com Rubens Júnior e almoça com Chico Gomes.

No período da noite janta com um candidato a deputado federal e dorme com mais três candidatos a federal. Pesquisa recente feita na Baixada, aponta a administração de Chico da Cerâmica como a pior avaliada pela população.

Abreu ganha medalha

O ex-chefe da Casa Civil, ex-secretário de Saúde, empresário João Abreu recebe hoje pela manhã a Medalha Manoel Bequimão.

Empresário sucedido, administrador eficiente, Abreu atua de forma discreta na política do Maranhão, sempre acompanhando o grupo Sarney.

A outorga é de autoria do deputado Alberto Franco.

Gomes bamburra

O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Chico Gomes, não pode reclamar da sorte. Acaba de ganhar R$ 200 mil como um dos anistiados do regime militar.

Além disso, vai levar mais R$ 3 milhões de emenda parlamentar. Grana suficiente para garantir sua reeleição.

Ilustre desconhecido

Essa ele não pode esconder de ninguém. Várias pessoas assistiram a cena.

Secretário estadual bem próximo de Roseana Sarney, fiel escudeiro de Ricardo Murad, foi conversar na segunda-feira com o vice-governador João Alberto.

Ao chegar na ante-sala, foi abordado pela secretária:

– O que deseja?
– Falar com o doutor João Alberto
– Seu nome, por favor?
– Sérgio Macêdo
– Como?
– Sérgio Macêdo
– De onde?
– Secretário de Comunicação, senhora.

Zé Vieira rompe

O deputado federal Zé Vieira rompeu ontem com o Governo do Estado. Não aguentou mais tanta humilhação.

Além de assistir calado as investidas nas suas bases por deputados e candidatos governistas, Vieira teve recursos de suas emendas desviados.

Uma emenda na área de saúde foi destinada para um município em que Zé Vieira não tem atuação política. Foi o estopim.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Governo de Minas Gerais responde ao blogue

Em nota assinada pela jornalista Adriana Kfoury, da Assessoria de Imprensa do Governo de Minas Gerais, o blogue recebe os seguintes esclarecimentos:

INFORMAÇÕES DO GOVERNO DE MINAS GERAIS AO JORNALISTA LUIZ CARDOSO

Em relação à nota “Simão Cirineu deixa Planejamento de Minas Gerais”, publicada no Blog do Luis Cardoso no dia 01/06/2010, a Assessoria de Imprensa do Governo de Minas Gerais informa:

A política de retomada do desenvolvimento econômico e social de Minas Gerais, implementada pelo Governo do Estado nos últimos sete anos, inclui a melhoria da infraestrutura dos municípios mineiros em todas as áreas – transportes, urbanismo, saúde, segurança pública, educação, inclusão digital, gestão pública, entre outras.

Entre as ações que dão suporte a essa política, está o estabelecimento de convênios com as prefeituras, tendo os valores inseridos no orçamento do Estado, aprovado pela Assembléia Legislativa para o ano seguinte, o que demonstra o respeito à Lei, a transparência e a responsabilidade com as quais o Governo de Minas faz questão de tratar os recursos públicos.

Portanto, ao contrário do publicado, não há ‘despejo de convênios’ ou comprometimento da política fiscal adotada pelo Governo de Minas.

A política de gestão pública implantada em Minas Gerais há sete anos vem servindo de exemplo para outros estados e municípios brasileiros e tornou-se uma referência tão positiva que o próprio Banco Mundial a utiliza como modelo junto a estados e cidades de outros países.

Por fim, informamos que o economista Simão Cirineu ocupou a pasta da Fazenda (e não a do Planejamento) com a eficiência que lhe é peculiar e sua ida para Brasília, como representante de Minas Gerais, é mais uma importante missão que lhe confere o Governo do Estado.

Nota do Blogue

Obrigado pela correção: Cirineu realmente ocupou a Pasta da Fazenda no governo de Aécio Neves, mas pulou fora quando o governador Anastasia decidiu conveniar com prefeituras, logo agora nas proximidades do período vedado pela legislação eleitoral.

Foi para Brasília nomeado como representante na capital federal do governo de Minas Gerais.

Em Brasília estará bem melhor; até porque lá estão seus familiares e ficará distante das procuras insaciáveis de prefeitos por dinheiro público.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

TCU condenou consultor que reuniu com prefeito e Ricardo Murad

O consultor José de Ribamar Reis Almeida, que esteve com o prefeito Luis Sabry, de Bom Jesus das Selvas, na residência do deputado Ricardo Murad tratando de convênios, na última sexta-feira, foi condenado no início de abril deste ano a devolver R$ 876.719,30, em conjunto com o gerente do Banco do Nordeste, Moisés Bernardo de Oliveira.

Em post abaixo, o blogue mostrou o escândalo que se envolveu o consultor da prefeitura de Bom Jesus das Selvas, Almeida, no caso do Pólo de Confecções de Rosário, que causou prejuízo de mais de R$ 65 milhões em empréstimos com recursos do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste

A Procuradoria da República no Estado do Maranhão recebeu a cópia da decisão relatada pelo ministro Benjamin Zymler, relator do processo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Envolvido em escândalo da fábrica de Rosário acompanhou prefeito até a casa de Murad

O suposto assessor da prefeitura de Bom Jesus das Selvas, que esteve na última sexta-feira na casa do deputado Ricardo Murad, acompanhado de Luis Sabry, prefeito licenciado de Bom Jesus das Selvas, e do prefeito em exercício, Escineu Carvalho Bezerra, é José de Ribamar Reis Almeida, envolvido no mega escândalo do Pólo de Confecção de Rosário.

O prefeito licenciado e o que encontra-se em exercício no cargo, repudiaram em nota o jornal o Imparcial por colocar Almeida como assessor da prefeitura. Os dois garantem que estavam no local porque são correligionários políticos do hoje coordenador de campanha da governadora Roseana Sarney.

O blogue foi o primeiro a publicar matéria sobre os encontros de Murad, em sua residência, com prefeitos e deputados para tratar de convênios, com fotos de carrões. No blogue saiu na quarta-feira e no Imparcial três dias depois, no sábado último.

Almeida, conforme os dois políticos de Bom Jesus das Selvas, não é a nunca foi assessor da prefeitura. É verdade, mas ele se apresenta como consultor do município e estava acompanhado das duas figuras.

Em matéria publicada no dia 16 de julho de 2006, o Jornal Pequeno informou o seguinte: O Tribunal de Contas da União deve encaminhar à Procuradoria da República do Maranhão pedido de investigação criminal contra várias pessoas envolvidas em uma das mais famosas fraudes ocorridas durante o governo de Roseana Sarney: o pólo têxtil e industrial do município do Rosário. Cerca de 60 milhões foram tirados do Banco Nordeste do Brasil, por meio de empréstimos fictícios, garantidos por empresas de fachada, cujos proprietários residiam supostamente em Taiwan. Os vistos dos falsários foram concedidos pela Embaixada do Brasil, em Tóquio.

O golpe, segundo o TCU, teve a colaboração do comitê de crédito do BNB que não respeitou as regras básicas para financiamento de projetos industriais, usando dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE).

Como funcionava o golpe – É quase certo que os envolvidos agiram com a ajuda de pessoas influentes em São Luis, como possível trânsito em órgãos do Governo do Estado. O esquema envolveu o consultor José Ribamar Almeida, que apresentou o plano detalhado da operação junto ao BNB. O projeto reunia dezenas de trabalhadores semi-analfabetos, sem formação técnica e nenhuma experiência financeira. Eles foram chamados para formar uma espécie de cooperativa e teriam assinado documentos em branco no momento da adesão.

A cooperativa, segundo a Almeida Consultoria, servia para fechar contratos de empréstimo junto ao BNB para aquisição de máquinas industrias para produção de bombas hidráulicas e máquinas de costura na região de Rosário. O projeto teve a garantia do Governo do Estado do Maranhão na oferta da infra -estrutura necessária ao suposto pólo industrial.

Dezenas de trabalhadores se reuniram em associações de 65 membros e contraíram empréstimos para produção de máquinas de costura. Outros formaram 66 grupos para a produção de bombas hidráulicas. No total, eles retiraram do BNB (sem que soubessem claramente que estavam fazendo) cerca de R$16 milhões de reais (sem atualização monetária).

Além disso, as garantias imobiliárias oferecidas pelos fraudadores chineses estavam cravadas em outras hipotecas. Um dos avalistas já devia ao BNB mais de R$35 milhões (sem atualização monetária), desde 1991.

Os recursos foram liberados aos supostos empresários chineses antes do embarque das anunciadas máquinas industriais. O dinheiro saiu, mas as máquinas jamais foram recebidas pelos operários associados. O projeto da Almeida Consultoria garantia treinamento aos trabalhadores, mas nada disso foi feito.

Para dar fachada ao empreendimento, os falsários enviaram maquinário que corresponderia a apenas quatro por cento do valor financiado. As máquinas empoeiradas ainda estavam em um galpão na zona industrial de Rosário.

Os envolvidos – A análise da atuação dos fraudadores começou a ser feita em 2004. Seria, na verdade, o segundo ataque do grupo contra o dinheiro público em bancos maranhenses. No mesmo período e usando o mesmo esquema da Almeida Consultoria, o grupo já havia inventado o pólo têxtil de Rosário. O comitê de crédito do BNB não quis sequer confirmar o endereço dos supostos empresários, que acabavam de chegar ao Maranhão.

No voto do relator do TCU, em 2004, o ministro Benjamim Zymler pede uma investigação rigorosa junto ao BNB e junto às empresas Almeida Consultoria Ltda; Ta-Chung Maquinas Industriais Ltda.; Hung-Pump Indústria e Comércio de Bombas Elétricas; Jiann Lian Comércio Importação e Exportação Ltda, incluindo a quebra sigilo bancário entre 1996 e 1997.

O pedido de quebra de sigilo bancário atinge também pessoas físicas: Moisés Bernardo de Oliveira, ex-gerente geral da agência-centro do BNB, em São Luís; Eliel Francisco de Assis, ex-gerente de negócios da mesma agência; José Ribamar Reis de Almeida (diretor- presidente da Almeida Consultoria Ltda e responsável pelos projetos e propostas do negócio junto ao BNB) e o chinês Chai Kwo Cheng, representante das empresas que ancoravam o negõcio junto ao Governo do Maranhão; Yu Pen-Chu, Liao Hsi Jung (avalistas das cédulas de crédito industrial)

Os trabalhadores que assinaram os contratos de empréstimos estão com nome sujo junto a Serasa e nada podem fazer para quitar as dívidas.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crise na Secom: não tem dinheiro nem para pagar combustível

Embora o Portal da Transparência do Governo do Estado do Maranhão publique a cada mês repasses da Seplan para a Secom, aos valores que variam de R$ 3 milhões a R$ 5 milhões, a Secom enfrenta sérias dificuldades financeiras.

Não tem recursos para pagar o posto de combustível Natureza, desde janeiro, dinheiro para pagar as diárias dos jornalistas que se deslocam ao interior e muito menos para comprar equipamentos fotográficos.

O secretário Sérgio Macêdo, ao que parece, não esboça a menor preocupação. Seu único objetivo é eleger o filho Daniel Macêdo para deputado estadual.

E tem feito acordo eleitoreiros que até Deus duvida.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Pesquisa eleitoral: os números que o Imparcial não publicou

O jornal O Imparcial iria divulgar os números da pesquisa eleitoral feita pela DataMérita no final de maio em todo sobre a sucessão estadual.

O instituto foi contratado pela Timon FM pela segunda vez. Como a pesquisa foi registrada no TRE e estaria apta a ser divulgada desde sábado, fui informado por uma fonte de Timon dos índices dados aos três pré-candidatos, Roseana, Jackson Lago e Flávio Dino.

Estou corrigindo algumas informações postadas anteriormente porque o dono do instituto não pretende que os números sejam publicados.

Se O Imparcial não divulgou os números a que teve acesso, questão interna do jornal. E não creio que os números tenham sido liberados.

Retirei os números postados antes aqui, volto a repetir, porque os resultados ainda não foram liberados e ainda preciso confirmar o total de entrevistados e se realmente atingiu todo o estado.

Na primeira pesquisa realizada pela DataMérita nos dias 10 e 11 de abril deste ano, contratada pela Timon FM e registrada no TRE sob o número 13132/2010, mostra os números da disputa para o Governo do Maranhão, na cidade de Timon.

Os números foram publicados no blog do jornalista Fernando Rodrigues e reproduzidos no blog do jornalista Roberto Kenard.

A pesquisa, segundo Kenard, foi estimulada, aquela na qual são apresentados aos entrevistados os nomes dos candidatos.

Aos números:

Jackson Lago (PDT) – 46,89%

Roseana Sarney (PMDB) – 32,61%

Flávio Dino (PCdoB) – 4,97%

Indecisos, brancos, nulos e nenhum – 15,53%

Rejeição:

Jackson Lago (PDT) – 27,64%

Roseana Sarney – 45,96%

Flávio Dino – 9,63%

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

O enfraquecimento de Lobão

O senador Edison Lobão lidera todas as pesquisas na corrida à sua reeleição. O número de indecisos na escolha dos nomes para o Senado, preocupa.

Lobão, até bem pouco tempo, navegava em água tranquilas. Mas nas últimas semanas tem sido cobrado e, na maiorias das vezes, sentido a rejeição da classe política aliada.

Os prefeitos das cidades vizinhas ao projeto da Refinaria Premium, a ser instalado em Bacabeira só Deus sabe quando, são os mais indignados com a atuação do senador, que foi ministro de Minas e Energia.

Como Lobão tem debitado os pleitos dos prefeitos na conta da viúva, que trancou as portas, as queixas contra ele começam a se espalhar pelo estado.

“Na nossa região, ele pensa que vamos bancar a campanha dele. Não faremos o menor esforço”, diz abertamente o ex-deputado Vagner Pessoa, parente do ex-prefeito de Chapadinha, Isaias Forte.

Lobão esperava sair coordenador geral da campanha de Roseana Sarney, como na eleição anterior. Aí o custo da sua reeleição seria zero.

Mas a governadora não gostou muito do estilo de Lobão como coordenador de campanha, quando perdeu para Jackson Lago. Preferiu o cunhado Ricardo Murad.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

O retorno dos voos charter

O secretário de Turísmo do Maranhão, Tadeu Palácio, anunciou hoje no Programa da Mônica, na TV Maranhense, o esforço do governo estadual pelo retorno dos vooos charter, os conhecidos voos fretados.

Uma boa medida pela implementar o setor no Maranhão.

Palácio informou ainda que tem feito gestões para o retorno também dos grandes cruzeiros marítimos para São Luís. Vamos aguardar.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.