Dinheiro repassado pelo Ministério dos Esportes para São Luís é desviado

Tadeu PalácioO dinheiro foi desviado na administração de Tadeu Palácio
Os recursos destinados pelo Ministério dos Esportes para prefeitura de São Luís empregar na construção e recuperação de torres de iluminação das praças esportivas da capital, notadamente o Nhozinho Santos, foram desviados.

Alguns dirigentes e ampla maioria dos torcedores cobram da administração João Castelo providências. Outras imaginam que o dinheiro foi enviado na gestão tucana. Não é verdade.

Alguém precisa informar ao prefeito João Castelo que os recursos foram destinados na gestão de Tadeu Palácio, por volta de 2007.

A verba, que deveria ir para a Fumdel, dirigida pelo então secretário Miguel Pinheiro, acabou caindo na conta da prefeitura e desviada para a secretaria de Obras, do então secretário Carlos Rogério. A Fumdel nem olhou a cor do dinheiro.

A Semosp, no período de Palácio, apenas fez um pequeno reparo em um torre e uma gambiarrra que veio abaixo agora com as fortes chuvas agora na atual administração.

Ao prefeito João Castelo cabe denunciar o desvio ao Ministério Público, cobrar da Justiça o ressarcimento e apresentar ao Ministério dos Transportes um novo projeto.

O silêncio, talvez nem proposital por falta de informações de sua assessoria, tem prejudicado a gestão municipal.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cléber Verde é inelegível

Hoje, jornalista Roberto kenard dirimiu muitas dúvidas que ainda pairavam sobre a aplicação da lei da Ficha Limpa.

É que muitos, assim como eu, não tinham ainda lido a lei por completo.

Kernard publicou no seu blogue a íntegra da nova regra. O último item logo me chamou a atenção. Conclui, então, que o deputado federal Cléber Verde é inelegível.

A lei atinge “os que forem demitidos do serviço público em decorrência de processo administrativo ou judicial, pelo prazo de 8 (oito) anos, contado da decisão, salvo se o ato houver sido suspenso ou anulado pelo Poder Judiciário”.

Verde foi demitido, a bem do serviço público, por fraude contra o INSS. Não tem jeito.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Lider do DEM confirma que partido pode apoiar Flávio Dino

deputado Paulo Bornhausen: Um grupo de intervenção será instalado ainda hoje no Maranhãodeputado Paulo Bornhausen: Um grupo de intervenção será instalado ainda hoje no Maranhão

O líder do DEM na Câmara Federal, deputado Paulo Bornhausen (SC), após avisar que um grupo de intervenção será instalado ainda hoje no Maranhão, informou que, se o partido não decidir por candidatura própria, a tendência é apoiar o nome do deputado federal Flávio Dino (PCdoB) para o governo do Estado.

Bornhausen adiantou ontem, no período da noite, que até agora ficou acertado a intervenção no diretório do Maranhão e, consequentemente, a retirada do apoio à reeleição da governadora Roseana Sarney.

A direção nacional dos Democratas foi tomada em função da cúpula do PMDB impor ao diretório peemedebista em Santa Catarina que debandasse da candidatura de Raimundo Colombo (DEM) ao governo daquele estado. Pesa ainda o fato do DEM local ficar de fora da chapa majoritária do PMDB maranhense.

Como o DEM nacional ainda aguarda uma mudança da direção do PMDB em favor do seu candidato em Santa Catarina, ficou acertado ainda que a governadora Roseana Sarney indicará a maioria dos membros do grupo interventor no Maranhão.

A convenção para a escolha das alianças e candidaturas pelo PMDB catarinense acontece no sábado, dia 26.

Se não houver acordo, no mesmo dia será formada nova comissão, com a retirada da maoria indicada pela governadora maranhense, e decretada a nova opção do DEM no Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Rapidinhas do LC


Governo gasta quase R$ 5 milhões em publicidade

O Governo do Estado gastou em menos de 20 dias deste mês R$ 4.943.466,08 só em propaganda. Só a Secom repassou mais de R$ 4,6 milhões para as contas de três agências de publicidade.

A VCR embolsou R$ 3.364.769,77, a AB Propaganda e Marketing ficou com R$ 1.307.567,98, e a Sotaque Brasil ganhou R$ 247.609,73.

Dsses total, o sistema Mirante de Comunicação ficou com a maior parte do bolo por causa das excessivas veiculações e publicações.
Ou seja: a governadora Roseana Sarney pagou de um lado do balcão e recebeu do outro.

Só o Ministério Público do Maranhão considera o fato normal.

A volta de DP

DP, o empresário do ramo da construção civil, filho da prefeita de Dom Pedro, voltou a faturar no governo do Estado.

A sua construtora Imperador Empreendimentos e Construções LTDA embolsou agora em junho R$ 369.438,32.


Ajuda aos humanos

A Secretaria de Estado dos Direitos Humanos não pode ser acusada de não colaborar com a família.

Pagou agora em junho R$ 945,00 para um certo Andre Baker Sarney Costa.

Se não for parente dos Sarneys daqui, com certeza deve ser sobrinho do Sarney de lá, do Amapá.

Mingua faturamento na segurança privada

O governo do Estado vinha gastando entre R$ 8 milhões a R$ 10 milhões mensais com empresas de segurança privada.

Surpreendetemente, os recursos minguaram. Agora em junho, a verba ainda não atingiu a casa dos R$ 2 milhões.

A VIP Vigilância foi que a mais faturou neste mês. Levou R$ 894.706,44. A Potencial Segurança, ao contrário, cresceu com R$ 427.398,18 só da Scretaria de Esporte e Juventude.

A sentinela, pasmem os senhores, levou até agora reduzidos R$ 5.697,52 do Viva Cidadão. Antes das águas de março, embolsava até R$ 4 milhões mensais.

O que não se consegue entender é como o governo reduziu a verba para o setor no momento em que “inaugura” mais escolas e hospitais.

ICN cai, mas nem tanto

O Instituto Cidadania e Natureza também teve a verba reduzida agora em junho. Antes, recebia até R$ 13 milhões.

Seu faturamento neste mês foi de R$ 8.491.710,13. E acreditem os senhores, continua administrando os mesmos hospitais. Aí tem alguma mágica, sim, senhor!

O ICN, antes odiado e agora protegido por Ricardo Murad, continua com sua diretoria composta por funcionários do quadro permanente e comissionados da secretaria de Estado de Saúde.

Só mesmo aqui no Maranhão é que funcionários públicos podem negociar com o dinheiro público porque o Ministério Público insiste em não ser público.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

DEM prepara anuncio de intervenção no Maranhão

Agora é pra valer. A Executiva Nacional do DEM decidiu, agora à noite, em Brasília, que vai instaurar um processo de intervenção no Maranhão para evitar o apoio à reeleição de Roseana Sarney.

Além de perder cerca de três minutos do horário eleitoral gratuito de rádio e TV, a atual governadora não terá em seu palanque dois dos deputados federais mais votados do Maranhão, Clóvis Fecury e Nice Lobão.

Os seis deputados que formam a bancada estadual, César Pires, Raimundo Cutrim, Max Barros, Chico Gomes, Tatá Milhomem e Antônio Pereira também estarão de fora da campanha de Roseana.

A comissão que instaurará a intervenção será instalada no diretório regional do DEM maranhense amanhã, a fim de decidir os novos rumos do partido no estado.

Hoje, em pequena reunião, ficou constatado que os democratas irão trabalhar duas possibilidades: apresentar candidatura própria ou se coligar com o PCdoB, de Flávio Dino.

O parlamentar federal do PCdoB maranhense estave hoje, no final da tarde, conversando com alguns dirigentes do DEM nacional e não descartou a hipótese da aliança.

A aliança PCdoB e DEM representaria a união de duas forças jovens no processo sucessório estadual: Flávio Dino e Clóvis Fecury.

Existem aqueles que não acreditam no rompimento do DEM com o grupo Sarney, mas nos últimos tempos o presidente regional da sigla no Maranhão, Clóvis Fecury, tem dado demonstrações claras de independência política, além de pesar o fato do seu partido ter ficado à margem das articulações para a formação da chapa majoritária com o PMDB.

A única preocupação reside na bancada estadual dos democratas que seria obrigada s sair sozinha para a disputa na proporcional, com chances de reeleger apenas três dos seus seis deputados.

Os dois membros da bancada federal, Clóvis Fecury e Nice Lobão não terão dificuldades em coligar na proporcional com candidatos de outros partidos, como o PSB, PCdoB ou PDT e PSDB.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Weverton Rocha se apóia nos programas do Ministério do Trabalho e alavanca candidatura

Weverton RochaWeverton Rocha caiu nas "graças" do ministro Carlos Lupi
Determinado, o ex-secretário de Esporte e Juventude do governo de Jackson Lago, consolida apoio importantes para sua primeira eleição de deputado federal.

Tem “atraído” prefeitos, vereadores, lideranças comunitárias e jovens para seu projeto. Da oposição, parece ter chances reais para se eleger.

Assessor do Ministério do Trabalho, Rocha sensibilizou o ministro Carlos Lupi da realidade do jovem no Maranhão trazendo-o pessoalmente para visitar o Estado.

O resultado, conforme publicação do seu novo site, “foi a assinatura de vários convênios com as prefeituras locais para aplicação de projetos de incentivo à capacitação e educação da juventude”.

Estão em desenvolvimento atualmente o ProJovem Urbano e o ProJovem Trabalhador beneficiando mais de 30 mil jovens, entre 18 e 29 anos, que recebem suporte material e financeiro para se capacitar, conforme a mesma publicação.

Vem daí, do Ministério do Trabalho, do companheiro Carlos Lupi, sua maior injeção de campanha. São recursos nos bolsos dos jovens e da prefeituras a ele aliadas. Nada desprezível. Nada de anormal aos olhos cegos do Ministério Público Eleitoral.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Pesquisa Ibope aponta Dilma com 40% e Serra com 35%

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta (23) em Brasília mostra a candidata do PT, Dilma Rousseff, com 40% das intenções de voto e o candidato do PSDB, José Serra, com 35% na corrida eleitoral pela Presidência da República. Marina Silva (PV) tem 9%, segundo o levantamento, encomendado ao instituto pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O cenário da pesquisa que apresentou esses resultados é o que inclui somente Dilma, Serra e Marina. No cenário que reúne 12 candidatos, Dilma soma 38,2%, Serra, 32,3% e Marina, 7%.

É a primeira vez que Dilma aparece à frente de Serra numa pesquisa de intenção de voto para presidente. Na pesquisa CNI/Ibope anterior, realizada em março, Serra tinha 38%, Dilma, 33% e Marina, 8%. No início de junho, em outro levantamento do Ibope, divulgado no último dia 5 e feito por encomenda da TV Globo e do jornal “O Estado de S.Paulo”, Dilma e Serra apareciam empatados com 37% das intenções de voto. Marina Silva acumulava 9%.

A margem de erro do levantamento divulgado nesta quarta é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Portanto, Dilma pode ter entre 38% e 42%; Serra, entre 33% e 37%; e Marina, entre 7% e 11%.

Disseram que votarão em branco ou nulo 6% dos entrevistados. Os que responderam que ainda não sabem em quem votar são 10%, segundo o Ibope.

A pesquisa é a primeira realizada após a oficialização das candidaturas de Dilma, Serra e Marina pelas convenções partidárias. O Ibope entrevistou 2.002 eleitores entre os dias 19 e 21 em 140 cidades. A pesquisa está registrada no TSE sob o número 16292/2010.

Com informações do G1 Portal

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Inelegível, Garotinho é derrotado no TSE

Do Radar – Lauro Jardim

O ministro Marcelo Ribeiro, do TSE, negou recurso de Anthony Garotinho que tentava reverter decisão anterior que lhe deixou inelegível. O tribunal não aceitou a ação cautelar ajuizada pelo defesa de Garotinho contra sentença do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro que no final do mês passado tornou-o inapto para concorrer ao governo do Rio em outubro.

Marcelo Ribeiro não concedeu liminar a Garotinho com o argumento de que, na próxima segunda, o TRE do Rio vai analisar o último recurso contra sua condenação por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Roberto Rocha responde ao blogue

Jornalista Luis Cardoso,

Em respeito aos leitores e à credibilidade do seu blog, receba a manifestação de meu desacordo com a análise política que sugere  que eu estaria sendo usado para dividir a oposição. Os que me conhecem são testemunhas de que minha ação política tem sido um reiterado esforço de união das correntes que combatem o atraso do nosso Estado.

Disso dei tantas provas que não caberia aqui repeti-las. Basta ver a postura histórica do PSDB maranhense, que construiu sua identidade oposicionista justamente por não  se curvar às pressões oriundas da conveniência política, quando detínhamos o poder federal.

Respeito, admiro e nutro amizade pelo ex-governador José Reinaldo. Não é de hoje, no entanto, que as oposições, convergindo na estratégia, muitas vezes divergem na tática. Isso é próprio da dinâmica política.  Respeito aqueles que entenderam de formular uma via própria para o embate eleitoral. Nós do PSDB, não fomos consultados para essa construção, até mesmo porque ela reflete divergências partidárias no plano nacional. Construímos nosso caminho ao lado do PDT, parceiro histórico com o qual compusemos, juntamente com o PPS e PTC, nossa coligação. Entendi que deveria lançar meu nome ao Senado, por vislumbrar as condições políticas que três mandatos de deputado federal viabilizaram.  É uma candidatura legítima, que atende ao interesse nacional do meu partido, tanto quanto a postulação do meu companheiro Edson Vidigal.

Houvesse, como você aponta, uma visão equivocada das oposições, não teria o próprio grupo do ex-governador lançado a candidatura de Bira do Pindaré, se prevalecesse a lógica de juntar forças para  conduzir um único nome das oposições. A menos que você esteja sugerindo que apenas o meu nome é capaz de dividir as oposições, uma honra que dispenso pois é ofensiva às qualidades dos demais candidatos.

Quanto às posições da governadora, não me consta que seu grupo  tenha abdicado de disputar as duas vagas ao Senado. Imaginar uma trégua com os adversários foge à lógica política, assim como é disparatado imaginar, à luz da minha história, que venha a fazer conluios com os adversários que eu sempre combati.

Faço este registro em reconhecimento a sua análise, mas que a meu ver não faz justiça à minha trajetória política.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.