Refinaria Premium: uma miguelagem

O presidente Lula não tem ainda agendado nenhuma vinda ao Maranhão até o final deste mês, data do segundo turno presidencial.

Ficou de comparecer, com sua candidata, ao município de Capinzal do Norte, para conhecer o local onde será instalada a maior reserva de gás natural do Brasil.

Como o Maranhão é o Maranhão, nem Dilma e muito menos Lula deram as caras. Aqui, acreditam eles, está tudo dominado.

Se por acaso Lula e Dilma incluirem o Maranhão na sua agenda o, devem comparecer a Capinzal do Norte, talvez.

O único local onde não aparecerão será em Bacabeira, na  Refinaria Premium, uma miguelagem de projeto de refino de prtróleo, até agora.

A Premium, pelo andar da carruagem, não sairá do papel até o final do governo Lula. Aí lá se foram quase dois anos de sonhos.

Por enquanto, permanece na fase inicial de terraplenagem da área. Ao que parece, nem o processo licitatório foi encerrado.

Enquanto isso, o Governo do Estado, através de três secretarias contrata empresas e institutos picaretas para a realização de cursos técnicos para capacitação de mão-de-obra técnica para o projeto Premium.

Até a instalação da Premium, os alunos já desaprenderam tudo e estarão trabalho em outros locais distantes da sua formação profissional.

A refinaria só estará concluída daqui a uns 15 anos.

A Refinaria Abreu Lima, em Pernanbuco, com menor capacidade que a Premium, não consegue sair do papel há mais de quatro anos. Ainda não terminou os serviços de terraplenagem.

Agora mesmo tem que atrasar seu processo de  implantação por força da ausência de compromisso da estatal petrolífera venezuelana, parceira no projeto.

A estatal de lá não colocou até agora nenhum centavo na Abreu Lima, conforme acerto feito há mais de um ano com a estatal brasileira Petrobrás.

Enquanto isso, sonhar não custa nada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tadeu deixará o Turismo

Tadeu PalácioTadeu Palácio

O ex-prefeito de São Luis, Tadeu Palácio, que ajudou a eleger  deputado estadual o ex-vereador Jota Pinto, Tadeu não anda muito satisfeito com a Pasta do Turismo.

Pretende fazer parte do novo governo de Roseana Sarney, mas prefere uma secretaria que lhe traga mais visibilidade. Algo como uma metropolitana.

Ninguém lhe tira da cabeça que ainda possa voltar a ser eleito novamente prefeito da capital. Acha que tem condições de chegar lá com ajuda de Roseana Sarney e de sua tropa de governo.

Fui informado que a governadora não se deu por satisfeita com o desempenho de Tadeu Palácio no Turismo e nem pretende  levá-lo para o próximo time. Resta aguardar.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Luciano pleitea a Educação

Luciano MoreiraLuciano Moreira

Eleito deputado federal, Luciano Moreira prefere permanecer no Maranhão a respirar o ar brasiliense. Quer continuar colaborando com o governo de Roseana Sarney a ter que sentar na Câmara Federal. Ainda mais se a poltrona for ao lado da deputada federal Nice Lobão.

A esposa do senador reeleito Edison Lobão detesta Luciano Moreira por uma série de boatos espalhados por ele. Ameaçou, inclusive, de tacar na cabeça dele umas bengaladas.

O novo deputado federal aceita continuar na Adminsitração, Pasta que tem contratos com seu genro Tito Soares para serviços não executados.

Ele mira mesmo na direção da Seduc. Inclusive, fez um recado chegar aos ouvidos da governadora. Roseana Sarney fez de conta que nem escutou.

Prefere Moreira lá em Brasília, assim como quer distância de Gastão Vieira da sua nova equipe. A Seduc pertence ao PT, mas o acordo pode ser alterado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Lula pôs recursos do governo a favor de Dilma, diz FHC

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ontem que Lula “colocou todos os recursos do governo em favor de sua candidata”, Dilma Rousseff (PT), “como nunca fez outro presidente”. As declarações foram feitas à Agência Efe, em Cartagena das Índias, na Colômbia, onde participa de um seminário sobre relações políticas na América Latina. FHC afirmou acreditar que o candidato de seu partido (PSDB), José Serra, possa ser eleito em 31 de outubro.

Mas desprezou a hipótese de que, com uma possível eleição de Dilma, se reforce na América Latina a tendência que se percebe nos governos de Venezuela, Bolívia, Nicarágua e Equador. “Embora haja uma tendência nessa direção, a sociedade brasileira é diferente”, disse.

O ex-presidente chamou de “mesquinha” a estratégia de Dilma de fazer “comparações equivocadas” com sua administração (1995- 2002), “como se tudo tivesse começado no governo Lula”. “O mapa da mina foi nosso.”

Com informações O Estado de S.Paulo

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Não mudei. A oposição também continua a mesma

Alguns amigos leitores do blog estão reclamando o que consideram “meu silêncio” diante dos resultados das urnas. Respeito a vontade do eleitor, quer tenha sido comprado ou ainda induzido pela permanência do clã Sarney.

Quando Jackson Lago saiu vitorioso nas eleições de 2006, fiz artigos e critiquei a forma como a eleição foi construída. Fui criticado por denunciar, naquela época, a compra de votos, o abuso de poder político e econômico.

Agora querem que passe uma esponha na eleição anterior e que volte toda minha metralhadora para as mesmas práticas de 2010.

O blog denunciou aqui diversas práticas executadas pelo grupo dominante nestas eleições. Iguais, sem nenhuma diferença, do pleito de 2006. Os convênios, as roubalheiras e etc…

Credito a derrota da oposição ao que sempre se observou no Maranhão: vaidade e, consequentemente, a velha divisão. A oposição nunca foi capaz de se unir para derrotar o inimigo comum. Exceto quando teve um cofre maior que o Maranhão.

Condeno os métodos desta e da eleição anterior. Nunca o eleitor. A oposição sempre fez campanhas para candidatos. Nunca para conscientizar e esclarecer o eleitor. Lamentável.

Admiro o deputado federal Flávio Dino, em quem votei e trabalhei no blog por sua eleição. Mas, confesso, estou decepcionado quando o candidato diz que agora é a vez de Dilma Rousseff.

Como posso votar em Dilma se sua vitória representará o fortalecimento do grupo Sarney. Dilma vai governar, se eleita, sob a orientação do cacique José Sarney e do marechal Lula da Silva.

O PT no poder significa a permanência do grupo Sarney no comando nacional e local. Então, não vejo nenhuma razão para sair por aí defendendo a eleição de Dilma ou muito menos chorando o leite derramado pela ausência de unidade para derrotar quem tanto infelicita o Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Veja a relação dos cinco candidatos a deputado estadual mais votados em mais 19 municípios

ESPERANTINÓPOLIS

Victor Mendes: 3.357

César Pires: 806

Israel: 715

Rubens Pereira Junior: 349

Fábio Braga: 181

ESTREITO

Valeria Macedo: 4.168

Elias Milhomem: 2.702

Antonio Pereira: 1.301

Afonso Manoel: 900

Jura Filho: 740

 

FEIRA NOVA DO MARANHÃO

João Olympio: 1.226

Marcelo Tavares: 490

Stenio Rezende: 420

Manoel Ribeiro: 337

Deuzilene Barros: 215

 

FERNANDO FALCÃO

Rigo Teles: 1.225

Tatá Milhomem: 978

Magno Bacelar Nota 10: 874

Darci Terceiro: 300

Raimundo Cutrim: 261

 

FORMOSA DA SERRA NEGRA

Rigo Teles: 2.338

Max Barros: 1.454

Rubens Pereira Junior: 729

Arnaldo Melo: 699

Zé Carlos: 294

 

FORTALEZA DOS NOGUEIRAS

Afonso Manoel: 2.413

Rigo Teles: 2.125

Stenio Rezende: 448

Manoel Ribeiro: 267

Deuzilene Barros: 240

 

FORTUNA

Carlos Filho: 1.909

Max Barros: 1.419

César Pires: 1.171

Rubens Pereira Junior: 512

Zé Carlos: 244

 

GODOFREDO VIANA

Manoel Ribeiro: 1.705

Raimundo Cutrim: 1.514

Tatá Milhomem: 165

Edson Araújo: 128

Pastor Pedro Lindoso: 86

 

GONÇALVES DIAS

Aristeu: 1.141

Marcelo Tavares: 1.090

Tita Soares: 862

Tatá Milhomem: 532

Zé Carlos: 505

 

GOVERNADOR ARCHER

Marcelo Tavares: 1.435

Fábio Braga: 1.182

Francisca Primo: 672

Raimundo Cutrim: 542

Priscylla Sá: 107

 

GOVERNADOR EDISON LOBÃO

Valéria Macedo: 1.233

João Batista: 640

Raimundo Cutrim: 598

Leo Cunha: 521

Carlinhos Amorim: 521

 

GOVERNADOR EUGÊNIO BARROS

Rubens Pereira Junior: 2.311

César Pires: 2.103

Priscylla Sá: 312

Graça Paz: 298

Marcelo Tavares: 249

 

GOVERNADOR LUIZ ROCHA

Rubens Pereira Junior: 1.110

Graça Paz: 1.041

Priscylla Sá: 625

Helio Soares: 177

Cleide Coutinho: 55

 

GOVERNADOR NEWTON BELLO

Andre Fufuca: 1.593

Vianey Bringel: 771

Hemetério Weba: 604

Marcos Casldas: 289

Nonato Aragão: 252

 

GOVERNADOR NUNES FREIRE

Arnaldo Melo: 2.669

Edilázio Junior: 1.694

Josimar da Serraria: 1.584

Helio Soares: 1.018

Hemetério Weba: 380

 

GRAÇA ARANHA

Graça Paz: 1.240

Roberto Costa: 1.216

Gardênia Castelo: 495

Priscylla Sá: 218

Rigo Teles: 29

GRAJAÚ

Capitão Otsuka: 12.918

Rigo Teles: 2.166

Chico Gomes: 1.871

Arnaldo Melo: 1.330

Zé Carlos: 1.154

 

GUIMARÃES

Coronel Castro: 1.287

Victor Mendes: 1.086

Fernando Furtado: 705

Edilázio Junior: 356

Raimundo Cutrim: 307

 

HUMBERTO DE CAMPOS

Max Barros: 3.203

Lima Neto: 1.956

Cristiana Jansen: 964

César Pires: 804

Pavão Filho: 787

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Edilázio Júnior deve surpreender

Edllázio Júnior

O jovem advogado Edllázio Júnior, eleito deputado estadual com 58.191 votos, ficou em sexto lugar na relação dos dez mais votados.

Entre eles estão ex-secretários que dominaram Pastas importantes ou verdadeiras fábricas de votos, filhos ou esposa de prefeitos de municípios que recebem somas fabulosas dos governos estadual e federal.

Os cinco primeiros colocados são Ricardo Murad, Raimundo Cutrim, Max Baros, Vianey Bringel e Gardênia Castelo.

Os três primeiros foram secretários de Saúde, Segurança e Infraestrutura. Vianey Bringel e Gardênia Castelo tiveram o apoio forte dos prefeitos de Santa Inês (esposo) e de São Luís (pai). Uma disputa desigual. Cinco gigantes.

Os outros cincos colocados são Edilázio Júnior, Victor Mendes, César Pires, Cleide Coutinho e Edson Araújo. O primeiro se articulou desde cedo com lideranças políticas, com ou sem o apoio da sogra Nelma Sarney e ainda perdeu prefeitos na reta final para alguns concorrentes mais endinheirados

Edilázio obteve mais de sete mil votos na capital, que descaracterizam qualquer apoio familiar. Foi à luta em municípios onde os prefeitos que o apoiaram sofrem desgastes profundos, a exemplo de Paço do Lumiar e mais outros três. Trabalhou no corpo a corpo e convenceu a maior fatia do bolo eleitoral.

Victor Mendes tem o pai, Filuca Mendes, ex-prefeito de Pinheiro e atualmente secretário de Cidades, uma fábrica de fazer votos.

César Pires, o sétimo colocado, dirigiu a poderosa Secretaria de Educação, outra máquina forte capaz de eleger qualquer um.

Cleide Coutinho, que tem patrimônio de mais de R$ 26 milhões, tem o esposo Humberto Coutinho prefeito de Caxias, que deu em 2006 a maior votação e a vitória para o deputado federal Flávio Dino.

O décimo, Edson Araújo, se elegeu com a poderosa Federação dos Pescadores do Maranhão, se utilizando do Seguro Defeso, uma especie de Bolsa Família redobrada.

Conheci Edilázio Júnior, no curso final da campanha por intermédio de um amigo comum. Logo percebí a larga diferença entre ele e o deputado Carlos Filho, que foi reeleito com a poderosa ajuda da governadora Roseana Sarney, de quem é ex-genro e pai das filhas de Rafaela, filha da governadora.

Edilázio ganhou ainda de candidatos ricaços como Rigo Teles (tinha duas aeronaves na campanha de deputado estadual) Marcos Caldas.

O jovem deputado eleito para o primeiro mandato, como pude comprovar, tem estilo próprio, vontade de ser o futuro na política maranhense e sabe se articular com o dom das palavras. Arrisco a dizer que deve ser um dos bons oradores na nova legislatura. Podem anotar!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Edson Araújo pode não ser diplomado

Edson Araújo

Eleito deputado estadual pela coligação que reuniu os nanicos PSL/PRB/PHS/PMN, Edson Araújo pode não ser diplomado.

Ele obteve votos em quase todos os municípios do Maranhão chegando a um total de 47.914 votos. Uma grande surpresa.

Ocorre que Edson Araújo vem sendo investigado pela Polícia Federal por conta da entidade que dirige, a Federação de Pescadores do Maranhão, que detém o controle de todas as colônias instaladas nos 217 municípios do Estado.

A Polícia Federal descobriu que em muitas cidades não existem rios e nem mar, o que prova a inexistência da menor condição da atividade pesqueira.

As colônias, para a surpresa da investigação, dobraram ou chegaram a triplicar os números de associados nos últimos cinco meses, exatamente no período da piracema ou do defeso, época em que é proibida a pesca por causa da reprodução da espécie.

Para compensar o pescador, o governo federal criou o Seguro Defeso, dando a cada pescador o seguro ao valor do salário mínimo (maior que o Bolsa Família) por um período de cinco meses.

A PF constatou que na relação dois contemplados existem comerciantes com uma longa lista de cabos eleitorais do candidato eleito Edson Araújo.

Coincidência das coincidências, a investigação aponta também para a eleição casada de Edson Araújo com o deputado federal reeleito Cléber Verde, que foi demitido do INSS a bem do serviço público e por prática de fraude no sistema previdenciário, por isso, teve seu registrado de candidatura cassado pelo TSE. Verde obteve mais de 126 mil votos para deputado federal.

Caso se confirme a cassação do registro de Edson Araújo por fraude contra o Seguro Defeso, deve ser diplomado em seu lugar o deputado Nonato Aragão, que obteve 26.552 votos e não foi reeleito.

Existem várias denúncias de fraude no Seguro Defeso. Uma delas aponta a Colônia de Pescadores Z-30 como a base de uma organização que trabalha desviando o dinheiro repassado aos pescadores no período em que, por lei, estão proibidos de pescar por causa da reprodução das espécies.

O blogueiro Louremar Fernandes postou que o dia 8 de setembro a pescadora Sorayma Lima Sousa, registrou o boletim de ocorrência nº5307 na delegacia de Bacabal, onde afirma ter sido vítima de estelionato.
Segundo ela, seu cartão-cidadão, que dá direito a receber o benefício federal, foi retido por pessoas da Colônia de Pescadores a título de consulta do saldo.

Sorayma afirma que entregou o cartão em março e somente no mês de setembro o recebeu de volta.
Quanto ao valor, do total de R$ 2.040,00 que teria direito, somente lhe foi repassado 580 reais.
Ela afirma na denúncia que ao inquirir a senhora Lenir, conhecida como irmã Lenir, a mesma afirmou que parte do benefício seria destinado à uma funcionária da Colônia.

Segundo as denúncias a prática corrente seria que após o cadastramento das senhas, os cartões são recolhidos sob a alegação de verificar quando o dinheiro vai sair.
Entretanto, quando o dinheiro é depositado pelo Governo, seria sacado e apenas uma parte seria repassada para os beneficiários dos cartões.

O caso é grave e requer providências urgentes do Ministério Público. O MP tem, em fase de apuração, um processo sobre o caso dos pescadores fantasmas ou pescadores de aquário.
O esquema funcionaria da seguinte forma: pessoas das mais diversas atividades, que não sabem diferenciar uma piaba de um mandi, seriam registradas como pescadores para obterem o benefício do seguro-desemprego e seguro-defeso.

A idéia é que essas pessoas não recebam todo o benefício, ficando uma parte nas mãos dos artífices do golpe. Há indícios de que o esquema patrocina campanhas políticas.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Castelo reúne lideranças e pede apoio para José Serra

O prefeito de São Luís, João Castelo, coordenou na manhã deste sábado (9) um encontro com lideranças e dirigentes do PSDB, durante o qual fez um apelo para que tucanos e aliados políticos ajudem a reforçar no Maranhão a campanha de José Serra à Presidência da República.

Durante a reunião, realizada no auditório do Hotel Abbeville, João Castelo, ao lado da primeira dama e ex-prefeita Gardênia Gonçalves, fez um inflamado discurso defendendo a importância da eleição de Serra para o Brasil e, especialmente, para o Maranhão.

“Precisamos disseminar a campanha de Serra em todos os municípios deste Estado. Nesta luta, precisamos estar todos juntos. Porque se Serra ganhar, o Maranhão vai ser salvo do atraso, da vergonha e da corrupção”, ressaltou Castelo, afirmando que, neste segundo turno da eleição presidencial, Serra poderá ter a maioria dos votos tanto dos eleitores de São Luís quanto nas demais regiões maranhenses.

Além do presidente do PSDB no Maranhão, o deputado federal Roberto Rocha, o encontro contou também com a presença da deputada estadual Gardênia Castelo, dos vereadores João Batista e José Joaquim, da ex-secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal, e de um grande número de militantes da Juventude e do Movimento PSDB Mulher.

Em seu discurso, João Castelo enfatizou o valor do caráter e da experiência administrativa de José Serra. “Não é possível que o Maranhão queira perder o bonde da História. Durante toda a campanha, ele foi o único candidato a presidente que valorizou o Maranhão, e veio a São Luís trazer a sua mensagem. Agora, com esta nova eleição, em segundo turno, não podemos perder a chance de ajudar a salvar o nosso Estado”, enfatizou Castelo.

A deputada Gardênia Castelo e os vereadores João Batista e José Joaquim também proferiram discursos enfáticos, salientando a importância da eleição de Serra para o Maranhão.

Roberto Rocha, que foi candidato a senador pela coligação “O Povo é Maior”, reforçou o discurso proferido por Castelo, dizendo que os tucanos irão trabalhar para que José Serra amplie da maior forma possível o espaço de sua campanha à Presidência da República no Maranhão.

Roberto Rocha disse que o Brasil deu uma segunda chance ao Maranhão, numa referência à passagem do candidato José Serra ao segundo turno das eleições presidenciais.

“No Maranhão o povo resolveu decidir as eleições num só turno. O grupo político dominante elegeu a governadora, os dois senadores e a maioria dos deputados estaduais e federais. Mas o Brasil resolveu dar uma segunda chance aos maranhenses para que possam escolher entre dois candidatos a presidente, sendo que um deles pode equilibrar o jogo político no Maranhão, que é o candidato José Serra”, enfatizou Roberto Rocha.

O ex-candidato ao Senado Federal disse ainda que os dirigentes estaduais, deputados, prefeitos e militantes tucanos estão entusiasmados com a candidatura do 45 e motivados mais do que nunca a entrar na campanha de Serra no Maranhão. “Participei de uma reunião em Brasília com a cúpula nacional do partido, governadores e senadores eleitos e clima é muito bom entre os tucanos. Aqui no Maranhão os nossos dirigentes, deputados, prefeitos, militantes, enfim, todos estão muito entusiasmados e confiantes na vitória de José Serra. Vamos fazer uma campanha vitoriosa aqui no Maranhão”, afirmou o presidente do PSDB-MA.

Roberto Rocha afirmou também que a coordenação da campanha presidencial de Serra no Maranhão será de responsabilidade de todos os partidos que formaram a coligação “O Povo é Maior”, e que haverá esforços para que essa coordenação seja ampliada agora para partidos como o PPS, entre outros.

Da assessoria

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Fernando Sarney garantiu a vitória da irmã Roseana

Poucos entenderam quando a governadora eleita Roseana Sarney, no evento de comemoração no Espaço Batuque Brasil, fez um agradecimento especial ao irmão Fernando Sarney.

Foi ele quem nos últimos três dias da eleição entrou de vez na campanha e fez a diferença. Chamou para sí a coordenação final e caiu em campo.

Conversou e convenceu algumas lideranças que estavam indecisas por falta de injeção de ânimo. Articulou apoios, de última hora, de prefeitos que estavam na nau Flavista e Jackista.

Ao contrário de 2006, quando fora responsabilizado pela pela derrota da irmã candidata, agora teve o reconhecimento de público da governadora por faturar a eleição no primeiro turno.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.