Nem pensar

Convidado para conversar com o delegado federal Moroni Torgan, relator da CPI do Crime Organizado, sobre eleição em Fortaleza, o deputado e delegado federal Raimundo Cutrim desconversou.

Lembrou que Torgan foi deputado federal com boa aceitação, mas rejeitado pelos eleitores alencarinos na última eleição para prefeito.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Jornal vespertino I

O Imparcial lançou no domingo mais uma opção aos leitores maranhenses. Trata-se do jornal Aqui Maranhão, que circulará no período da tarde.

 Aqui no Maranhão ainda não existe a tradição de leitura de jornais fora do período da manhã. Foram várias as tentativas.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Jornal Vespertino II

Além dos jornalistas Cordeiro Filho e Mauro Bezerra (saudosa memória), salvo engano Bandeira Tribuzzi e outros colegas passaram pela mesma experiência. Não deu certo.

A mais recente foi comandada por Luis Cardoso, que lançou o Jornal A Tarde e ainda circulou por quatro penosos meses como vespertino. Também não vingou. Virou matutino e foi o que mais cresceu nos últimos tempos.

O grupo Estadão, de São Paulo, lançou o Jornal da Tarde, que chegou a circular durante seis anos como vespertino. Mudou para matutino e permaneceu com o mesmo nome.

Apenas uma experiência deu certo: o A Tarde, de Salvador, que tem mais de 70 anos circulando no turno da tarde. E mais: a maior tiragem de todo o Estado baiano.         

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

PDT pressiona Jackson I

O PDT reúne hoje mais uma vez e em seguida solicitará do governador Jackson para que escolha dentre os quatro candidatos do partido aquele que irá disputar a sucessão municipal de São Luís. São eles: Clodomir Paz, Julião Amin, Moacir Feitosa e Sandra Torres.
A militância e boa parte da cúpula pedetista não aceitam em hipótese alguma que a sigla fique de fora da sucessão do prefeito Tadeu Palácio. E com razão.

PDT pressiona Jackson II

A maioria da militância e alguns líderes do partido na capital não compreendem como o governador pode deixar de apoiar o PDT, que administra São Luís há 20 anos e conseguiu impor sua marca que tem agradado a população.
O governador nunca fez declaração pública, mas não nega aos amigos e lideranças do partido sua preferência pelo nome de João Castelo. Aí é que reside a revolta da militância.

PDT pressiona Jackson III

Os líderes pretendem colocar a última cartada. Caso o governador não aceite indicar o nome, o PDT vai para guerra interna, se expondo e correndo o risco de sair esfacelado da disputa na convenção.
O prefeito Tadeu Palácio, ao preterir o nome de Canindé Barros que estava bem nas pesquisas e escolher Clodomir Paz, mostrou que pretende a continuidade da administração pelas mãos do PDT.

PDT pressiona Jackson IV

Até ontem à tarde não estava confirmada a presença do prefeito Tadeu Palácio na reunião com Jackson Lago. O deputado Julião, que tem o apoio dos históricos do PDT, mas parece inclinado a levar o partido para o colo de João Castelo, permanece em Brasília e não deve participar do encontro.
A coluna foi informada que Jackson Lago manterá a mesma posição de neutralidade no processo sucessório.

Clodomir cresce

A pré-candidatura de Clodomir Paz tem recebido apoios significativos nas últimas semanas. Com exceção do deputado Antônio Bacelar, que nunca teve nem mil votos na capital, o restante da bancada do PDT na Assembléia Legislativa fechou com Paz.

Impedido

O ex-prefeito de Bom Jardim, Manoel Grelhada, pai da ex-deputada Malrinete Grelhada, fez a maior festa em Bom Jardim para lançar sua candidatura.
Esqueceu, porém, de avisar aos amigos e eleitores que teve suas contas reprovadas pela TCU. Não pode e nem deve ser candidato para o bem da cidade e da população.

Premium

Refinaria Premium. Assim será chamado o empreendimento da Petrobrás no Maranhão. Na refinaria serão investidos recursos da ordem de R$ 37 bilhões.
A Premium, assim que começar a operar, vai refinar 600 mil barris por dia.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

PSB pula

O partido do ex-governador José Reinaldo Tavares, PSB, vai pular de barco na sucessão municipal de São Luís. Antes com Flávio Dino, agora com nova direção acena apoiar a candidatura de João Castelo. Não sem antes acertar os cargos que vai pleitear. Falta apenas combinar com os eleitores.   

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Empregos

Operários da construção civil estão animados com a perspectivas de geração de novos empregos no setor com o advento de novos empreendimentos que serão construídos em São Luís.

Segundo informações dadas pelo governador Jackson Lago, na etapa de construção dos empreendimentos serão contratados de 8 mil  a 10 mil operários.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Rejeição

Parece mentira, mas é a pura verdade. Pelo menos por enquanto. Depois de Clodomir Paz, João Castelo é o pré-candidato com baixo índice de rejeição, ao contrário das três vezes em que se aventurou a disputar a prefeitura de São Luís.  

Ele tem no momento apenas 8% de rejeição. Na última eleição, no mesmo período, estava com 28% de rejeição.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cafeteira zero

Epitácio Cafeteira não disse até agora o que foi fazer no Senado Federal. Quase não assiste as sessões e quando comparece não permanece mais que 30 minutos, pega um carrinho para deficiente físico e volta pra casa. Nas comissões técnicas tem sido o mais ausente.

Aqui pelo Maranhão já passaram ministros, incluindo os do seu partido, e Cafeteira nem acena de longe. Sem medo de errar, o PTB maranhense não tem representação no Senado Federal. Apenas uma figura que mais parece um espantalho.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ausência dos federais

Quando um ministro vinha ao Maranhão anunciar obras ou liberação de recursos, era recebido pelo governador e pela maioria dos deputados federais e senadores. Agora é diferente.

Dois ministros estiveram em São Luís, anunciaram a destinação de R$ 250 milhões de verbas do PAC para construção de unidades habitacionais e avenidas na margem esquerda do Rio Anil. A solenidade foi no Palácio dos Leões. Da bancada federal, apenas dois deputados: Julião Amin e e Carlos Brandão. Já a bancada estadual estava em peso.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Estilo Lula

O governador Jackson Lago disse aos ministros do Planejamento (Paulo Bernardo) e das Cidades (Mário Fortes) que ficou surpreso com o estilo Lula de governar.

  – Antes, presidente da República não escutava governadores e muito menos os prefeitos. As grandes construtoras decidiam onde iam fazer obras e os governadores agredeciam felizes. Hoje é diferente- lembrou Jackson Lago para os ministros sorridentes.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Novos empreendimentos

O governador Jackson Lago anda feliz com a previsão de novos empreendimentos que irão se instalar no Maranhão. Ontem, ele informou que o Estaleiro Mauá, um dos maiores do país, enviou carta-consulta ao seu gabinete manifestando desejo de se instalar em São Luís. Além da geração de renda, são novos empregos para os maranhenses.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Castelo quer vender o Porto do Itaqui

Na contramão do forte discurso pregado pelo governador Jackson Lago contra a privatização de empresas maranhenses como o Banco do Estado do Maranhão e a Cemar, o presidente da Emap, João Castelo anunciou que consta dos seus planos a venda de quase a metade da companhia que administra o porto para investidores privados. Ele alega que o objetivo é atrair recursos para melhorar e ampliar a infra-estrutura portuária, descartando futuros investimentos do governo federal no desenvolvimento do Porto do Itaqui.

Para concretizar sua política de privatização ou de suposta parceria, João Castelo aposta inicialmente na transformação da Emap em sociedade anônima para atrair recursos. O segundo plano (e fatal), será a abertura de capital, inclusive aos investidores estrangeiros.

 O presidente da Emap, que pretende ser candidato a prefeito de São Luís, justifica a gula por recursos externos para ampliar a estrutura portuária. Diz que o Itaqui tem apenas sete berços de atracação, sendo que dois deles estão em fase de reforma, mas que serão necessários 34 cais até 2040, quando Castelo terá 102 anos, se vivo for até lá.

O dirigente da Emap defende a captação de recursos, pela via da venda de parte do porto e dos prováveis ou incertos investimentos que poderão ser feitos pelos futuros sócios, da ordem de R$ 2,5 bilhões para preparar a infra-estrutura portuária. Soma que chega a 35% do orçamento geral do Estado do Maranhão, previsto para o ano corrente.

O pensamento de João Castelo é revolucionário, inclusive para os nossos tempos. Enquanto a maioria dos portos públicos brasileiros, quando fez parcerias com a iniciativa privada, fez transações apenas usando os terminais ou outros serviços por meio de licitações, A depender da iniciativa de Castelo, a Emap terá novos sócios privados, podendo vender até 49% da parte que lhe cabe.

A idéia de vender para a iniciativa privada quase a metade do Porto do Itaqui surpreendeu partindo de quem pretender administrar São Luís, um dos maiores conjuntos arquitetônicos históricos do Mundo. Leva qualquer cidadão consciente a imaginar que, se eleito, o prefeito poderá vender o nosso Patrimônio Cultural da Humanidade com a alegação de que a cidade precisa se modernizar.                                                                                     

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.