Sinuca de bico

Jackson Lago

O governador Jackson Lago ainda não encontrou motivos suficientes para tirar o ex-deputado federal João Castelo da corrida pela sucessão em São Luís. Tem com ele compromisso assumido para apoiá-lo na disputa. Toda a turma do PDT sabe disso, mas finge que não conhece o teor do acerto.

Porém, tem dois impecilhos pela frente: o prefeito Tadeu Palácio e os históricos do partido, exceção a Aziz Santos. Na verdade, apenas o primeiro (o atual prefeito) tem sido a pedreira nas pretensões do atual dirigente da Emap, João Castelo.

Aliás, convém sempre lembrar que históricos e Palácio não se bicam, desde a escolha dele para ser o vice na chapa de Jackson para prefeito da capital. Palácio assumiu as rédeas municipais, deu o seu tom, e hoje representa, mesmo quase no final de mandato, uma pedra no sapato de Jackson.

Quando precisou do Palácio dos Leões para colocar nas ruas sua campanha, ainda no primeiro turno, Jackson Lago não encontrou guarida financeira no governador José Reinaldo Tavares, que estava ocupado com duas candidaturas: Edson Vidigal e Aderson Lago. Palácio bancou tudo e, por isso, cobra a fatura. Ganhou do governador aquilo que lhe era natural, a coordenação da sua própria sucessão. Isto porque Jackson Lago ainda amarga péssimos índices de rejeição na capital. Do contrário, Palácio estaria com a bola murcha.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Antecipação do 13°

Tadeu Palácio

O prefeito Tadeu Palácio anunciou para amanhã a liberação de 50% do décimo terceiro salário dos servidores municipais. Bingo, ganhou a eleição! Fez seu sucessor! Assim racionam os bajuladores do prefeito da capital.

É que Tadeu Palácio, que foi por três vezes vereador, sempre com votações decrescentes, acha que se ganha eleição com salários e asfalto. Continua imaginando que administra um interior qualquer e não uma capital com 1 milhão de habitantes.

A Prefeitura de São Luís abriga hoje cerca de 20 mil servidores municipais, entre ativos, inativos, do quadro permanente, comissionados e serviços prestados. Ora, antecipar 50% dos salários, em forma de 13°, vai ajudar essa turmar a embolsar a grana e ficar feliz. Pelo menos uns três dias. Depois vem o mês de junho, o mês do São João, o período da festa junuinamente maranhense. O servidor municipal deve brincar liso, sem dinheiro.

Conhecendo Tadeu Palácio, talvez não. É o ano da eleição, a data para fazer seu sucessor, a qualquer custo. Quem sabe Tadeu não invente o 14° salário! Sim, com a primeira parcela a ser paga em junho em homenagem a São Marçal e a segunda restante no dia 29 de junho para coroar São Pedro. Mas o leitor mais atento, notadamente se for ele servidor municipal, pode fazer a seguinte pergunta: e a outra metade do 13°? Respondo: no dia primeiro de outubro, saudando a primavera e bem próximo da eleição. O importante é fazer o sucessor.

Se para Tadeu o que vale é colocar dinheiro no bolso do servidor municipal, uma prova de que tem grana sobrando na burra da nossa avó prefeitura, então cadê o asfalto. Esse fica para julho. Pouco importa o sofrimento da cidade e de mais de 900 mil moradores de São Luís. Não custa nada esperar para achar São Luís Bela, aos olhos do prefeito, é claro!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tadeu vai recuperar São Luís somente no período eleitoral I

Tadeu palácio

O prefeito Tadeu Palácio, que usa como slogan da sua administração “São Luís Te Quero Bela”, vai deixar a cidade no castigo por mais dois meses até que cessem as chuvas para iniciar os trabalhos de recuperação da capital, que mais parece hoje uma tábua de pirulito.

Tadeu Palácio ordenou ao secretário de Obras, Carlos Rogério, que monte uma frente de trabalho composta de 35 equipes para iniciar a recuperação somente no período eleitoral, para eleger seu candidato.

Tadeu vai recuperar São Luís somente no período eleitoral II

A Prefeitura de São Luís vai receber R$ 80 milhões do PAC e mais R$ 60 milhões de empréstimo aprovado pela Câmara Municipal junto ao BNDES.

Além disso, tem guardado no cofre FR$ 7 milhões repassados pelo Estado, sem contar com as obras do PAC para urbanização de favelas, palafitas e abertura de novas avenidas, em convênios com o governo Jackson Lago.

Portanto, o prefeito Tadeu Palácio tem dinheiro de sobra. Só lhe falta bondade e vontade política para iniciar logo os serviços de recuperação da cidade.

Tadeu vai recuperar São Luís somente no período eleitoral III

São Luís hoje mais parece com Bagdá, a capital do Iraque, em destruição. Hoje a nossa cidade está arruinada, mas o prefeito que a quis bela não tá nem aí, por enquanto.

Tadeu Palácio, com as 35 equipes de trabalho, deve contratar cerca de 20 construtoras para realizar os serviços. Os construtores estão rindo com as paredes.

Tadeu vai recuperar São Luís somente no período eleitoral IV

Na capital do vizinho Estado do Piauí, em Teresina, o prefeito Sílvio Mendes acompanha de perto a situação dos bairros alagados, das ruas esburacadas, avenidas com trechos interrompidos, todas as vítimas das enchentes.

É um prefeito preocupado com sua cidade e sua gente. Recentemente chorou ao visitar um bairro. Mendes pediu ao Banco do Brasil R$ 38 milhões em caráter de urgência para recuperar Teresina dos estragos causados pelas fortes chuvas. Vai empregar o dinheiro a partir do dia 20 deste. Não vai esperar chegar bem perto da eleição para mostrar trabalho.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tadeu quer castigar A Tarde I

O Jornal A Tarde fez alguns editorais de capa reconhecendo a administração de Tadeu Palácio. Enaltecemos os avanços frutos do seu governo, principalmente na área da educação.

Entretanto, não se pode esconder o fato de que as chuvas estragaram ruas, avenidas e bairros inteiros e o prefeito simplesmente cruzou os braços. Não podemos e nem devemos omitir que Tadeu Palácio quer fazer as obras de recuperação somente quando se aproximar o período da eleição.

Tadeu quer castigar A Tarde II

O nosso jornal tem apenas mostrado o retrato de São Luís. Por isso, passou a fazer parte do elenco de inimigos do prefeito que não é, ao que parece, acostumado a conviver com a crítica construtiva. E determinou a pena.

Todos os veículos de comunicação, inclusive o Sistema Mirante de Comunicação, possuem contratos com o Governo do Estado para divulgação de institucionais. Todos receberam. Menos o A Tarde porque tem mostrado a situação de abandono de São Luís e a omissão de Tadeu Palácio.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Posição do A Tarde

Nada impedirá que o Jornal A Tarde continue mostrando o retrato de São Luís. Nada impedirá que nosso jornal tenha visão critica dos governos estadual e municipal.

Somos independentes. Temos compromisso apenas com o nosso leitor e com toda a população do Estado. Governos são efêmeros. O Jornal A Tarde é eterno.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tadeu ajuda Castelo

O prefeito Tadeu Palácio faz questão de deixar claro que o seu candidato será um dos membros da sua equipe. Com isso, descarta abertamente apoio ao nome do tucano João Castelo.

Na verdade, não é o que parece. Ninguém tem ajudado mais Castelo do que Tadeu. Explico: a indefinição na escolha do seu candidato, das alianças entre os partidos que irão apoiar o nome indicado por ele, deram e continuam dando espaços para João Castelo. Daí o resultado das pesquisas sempre favoráveis ao tucano. Claro que a indefinição ajuda.

Tadeu bem que ensaiou lançar o nome do seu preferido no final de dezembro, mas, segundo fui informado, teria sido aconselhado pelo governador Jackson Lago a recuar. “Atrapalha o governo municipal, que passará a ter dois administradores”, teria dito Jackson a Tadeu. Não foi assim quando o então prefeito Jackson Lago escolheu como candidato a deputada Conceição Andrade para disputar contra o ex-governador João Alberto. Conceição, confirmada um ano antes do pleito, acabou vencendo com folga.  

  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Castelo com Tavares

João Castelo e José Reinaldo Tavares

Dois ex-governadores do Maranhão conversaram bastante no último final de semana. João Castelo e José Reinaldo Tavares trocaram palavras e queixas.

Tavares elogiou a performance de Castelo nas pesquisas para a sucessão do prefeito Tadeu Palácio e deixou claro que seu PSB deve apoiá-lo. Castelo, é claro, ficou mais do que animado.

Castelo, por sua vez, reafirmou o compromisso de apoiar a candidatura de Tavares ao Senado Federal em 2010, investido ou não no cargo de prefeito de São Luís. Tavares, é lógico, ficou feliz.

Ambos trocaram queixas contra o silêncio de Jackson Lago sobre provável acordo entre o governador e a senadora Roseana Sarney. Expuseram, também, um ao outro, a insatisfação com o comportamento do prefeito Tadeu Palácio de querer se isolar na escolha do candidato à sua sucessão.

Entre afagos e considerações, ficaram de reunir, pelo menos, uma vez a cada dez dias. O próximo encontro será na residência de João Castelo, no Olho D`água.

Ah, ia esquecendo! José Reinaldo Tavares garantiu a João Castelo que jamais pleiteou a direção da Emap, empresa que dirige o Porto do Itaqui. E reafirmou que só tem os olhos voltados para 2010, quando pretende disputar uma das duas vagas de senador pelo Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deu no Uol: Conta de luz fica menor para 11 milhões de pessoas

Torre de alta tensão

“Mais de 11 milhões de clientes dos serviços de energia elétrica sentirão, a partir de hoje, um alívio no bolso em relação à conta de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou uma redução das tarifas em quatro Estados, incluindo o interior de São Paulo, na área atendida pela Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), onde as contas das residências e do comércio terão queda de 18,18%.

A redução beneficia também os clientes da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), da Empresa Energética de Mato Grosso do Sul (Enersul) e das Centrais Elétricas Matogrossenses (Cemat). As quatro distribuidoras passaram pelo processo de revisão tarifária, feito em média a cada quatro anos para equilibrar tarifas e custos das empresas.”

Enquanto isso, no Maranhão, a Cemar implanta um sistema para rasgar mais ainda o bolso dos consumidores. Querem instalar em todas as residências o contador digital, que significa acréscimo no consumo e, conseqüentemente, nas tarifas.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Repúdio às imorais indenizações de Ziraldo e Jaguar

“Então eles não estavam fazendo uma rebelião, mas um investimento.” (Millôr Fernandes)

Exmo. Sr.
Tarso Genro
Ministro da Justiça

Brasília – DF

Excelência,

Repudiamos a decisão imoral da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, que – de forma afrontosa, absurda e injustificável – premiou os cartunistas Ziraldo Alves Pinto e Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe, o “Jaguar”, fundadores de “O Pasquim”, com acintosas e indecentes “indenizações”.

Sem desconhecer ou negar os méritos do extinto jornal e sua corajosa participação na luta contra o regime implantado pelo golpe de 1964, não se pode, de forma alguma, aceitar esse equívoco lamentável do Ministério da Justiça, que nos custará a bagatela de R$ 1.253.000,24 (hum milhão duzentos e cinqüenta e sete mil reais e vinte e quatro centavos) para Ziraldo, e outros R$ 1.027.383,29 (hum milhão vinte e sete mil trezentos e oitenta e três reais e vinte e nove centavos) para Jaguar, além de polpudas pensões mensais e vitalícias. Isso tudo à custa de nosso trabalho, raspado de nossos bolsos, em decisão que enxovalha o Estado de Direito e a seriedade no trato dos dinheiros públicos.

Há que se registrar a cupidez vergonhosa de dois jornalistas do nível de Ziraldo e Jaguar, que encerram suas vidas profissionais desenhando em tinta marrom a charge da desmoralização de suas lutas e da degradação moral de suas biografias. Transformaram em negócio o que pensávamos ter sido feito por dignidade pessoal e bravura cívica. Receberam, por décadas, o nosso aplauso sincero. Agora, por dinheiro, escarnecem de toda a cidadania, chocada e atônita com a revelação de suas verdadeiras personalidades e intenções.

Com a ditadura sofreram todos os brasileiros. Por isso não encaramos como negócio lucrativo, prebendário e vergonhoso o que se fez por idealismo, honradez e dever. A ditadura não só não provocou danos terríveis a Ziraldo e Jaguar, como agora os enriquece e os torna milionários à custa de um país de miseráveis e doentes

.Aplaudimos os demais jornalistas que fizeram o saudoso semanário pela decisão de não acompanharem Ziraldo e Jaguar nessa pilhagem, roubando dos brasileiros o dinheiro que deveria (e poderia) estar sendo utilizado na construção de hospitais, num país de doentes; de escolas, num país de analfabetos; na geração de empregos, num país de desempregados.

Que se degradem, que se desmoralizem, que se mostrem publicamente de uma forma que jamais poderíamos esperar. Mas não à custa de nossos bolsos, surrupiando o dinheiro suado de milhões de brasileiros que sofreram com o regime de exceção, mas nem por isso se acham no direito de “ganhar na loteria”.

Exigimos mais critério, seriedade e parcimônia na concessão de tais indenizações pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Para que se evitem espetáculos bisonhos como o que assistimos.

(O texto acima corre na rede em busca de assinaturas)

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Estação Gráfica

O pobre filmete (ou vídeo como preferem os modernos) sobre os “avanços” na administração municipal de Caxias, não foi produzido por nenhuma agência de publicidade.

Tem a assinatura do empresário Carlos Alberto, dono da Estação Gráfica, que estranhamente tem a conta publicitária da Prefeitura de Caxias.

Carlos Alberto, que imprime a revista Vida, veio a São Luís para ser assessor da Prefeitura Municipal de São Luís, na gestão de Conceição Andrade. Em seguida montou a gráfica, no Recanto Vinhais, e nunca mais deixou a ilha do amor.

Quanto ao serviço prestado para a Prefeitura de Caxias, dizem que o volume maior de recurso é faturado justamente na área de produção gráfica, por onde muitos prefeitos pagam a mais e recebem o troco, o que não quer dizer que seja o caso.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Posição estranha

A Assembléia Legislativa do Maranhão não pode, só por querer defender prefeitos aliados do governador, passar para a população a velha imagem de protetora das práticas nocivas ao erário.

A AL impediu que o prefeito de Caxias, Humberto Coutinho, provasse que usa de forma legal os recursos da educação. Bastava aprovar o requerimento do deputado Ricardo Murad para que o Tribunal de Contas apurasse as denúncias veiculadas no Fantástico, da Rede Globo, sobre a malversação das verbas da educação e de corrupção naquele município.

A bancada governista rejeitou o pedido de Murad, como se a administração Humberto Coutinho não resistisse a dois dias de auditoria. Claro sinal de que as coisas em Caxias andam de mal a pior.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Retorno de Evangelista

O clima de emoção e alegria marcou o ret0rno do deputado João Evangelista ao comando da Assembléia Legislativa, ontem. Com exceção do petista Valdinar Barros, que parecia ter ingerido algumas doses a mais, os outros deputados  fizeram discurso equlibrados.

Dos 42 deputados, apenas 26 marcaram presença. A ausência mais notada foi do líder do governo, deputado Edivaldo Holanda.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.