Ainda não deu para perceber claramente em números o crescimento das pré-candidaturas majoritárias dos senadores Weverton Rocha (PDT) para governador e Roberto Rocha (PTB) na reeleição ao Senado Federal, após os recentes apoios recebidos. As pesquisas estão em campo, mas falta o resultado devidamente registrado pela Justiça Eleitoral.

Com o apoio das lideranças políticas ligadas ao deputado federal Josimar do Maranhãozinho  ao senador do PDT, a exemplo de Julinho de São José de Ribamar e tantos outros, lógico que a tendência é pela evolução nas pesquisas para Weverton Rocha, que deve se consolidar e garantir vaga no segundo turno. Pela andar da carruagem, pode chegar à frente do atual governador Carlos Brandão.

O apoio de Maranhãozinho, ao contrário do que tentam menosprezar figuras do governo que desconhecem a realidade política maranhense, vem agora revigorado, com sabor de vitória para mostrar que a família do PL tem peso e resultados surpreendentes nas urnas.

Weverton Rocha tem se revelado um exímio articulador e um político arrojado, sem temer as reações do grupo palaciano, impondo vitórias antecipadas na ampla maioria dos grandes colégios eleitorais. E agora acaba de ganhar o apoio de quase 30 novos prefeitos.

O senador Roberto Rocha, que começou com cerca de 3% no início de 2021, entrou o ano de 2022 com mais de 20%, quando nem dizia que buscaria a reeleição. Agora, com o apoio dos militantes e lideranças da pré-campanha de Weverton Rocha, com o apoio da família PL, com o já declarado apoio do prefeito de São Luís, Eduardo Braide, a tendência é encostar em Dino antes do segundo semestre de 2022 aparecer.

É aguardar e conferir!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.