Assédio moral no Hospital Djalma Rego (Socorrão I) foi o tema abordado pelo deputado Yglésio Moyses (PSB) na sessão plenária desta quarta-feira (6). De acordo com denúncias dos servidores repassadas para o parlamentar, a nova gestão utiliza a expressão “burros” para se referir aos trabalhadores.

Deputado Yglésio Moyses

A gente não pode silenciar quando recebe uma denúncia de assédio moral. Hoje, o Socorrão I tem na direção um corpo clínico que não possui uma relação boa com os funcionários. Não é possível uma conduta como essa em um hospital”, iniciou o parlamentar.

Segundo o deputado, as denúncias englobam desse assédio moral no ambiente laboral até reclamações de diminuição de adicionais noturnos e proibição de se alimentar dentro do hospital.

É um hospital que paga mal, tendo em vista que não temos reajustes há mais de 10 anos e o servidor ainda é maltratado durante o trabalho. Além do assédio moral, servidores que faziam plantões extras tiveram seus plantões cortados. Os poucos que conseguiram manutenção dos plantões extras estão sendo proibidos de comer lá dentro”, continuou Yglésio.

Ainda de acordo com o deputado, durante sua gestão como diretor do Hospital Socorrão I, houve a reinauguração do refeitório e melhorias na alimentação para os servidores.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.