Na sessão ordinária desta quarta-feira (27), o vereador Astro de Ogum (PCdoB) subiu à Tribuna, durante o Pequeno Expediente, para se pronunciar sobre as recentes manifestações realizadas por grupos evangélicos diante da Casa Fanti Ashanti, no bairro Cruzeiro do Anil, que, no domingo, comemorava as festividades para Ogum.

Astro de Ogum

Ao iniciar o discurso, Astro de Ogum afirmou que o desrespeito e intolerância às religiões de matriz africana precisam acabar, e que é necessário que a Câmara de São Luís trabalhe neste sentido, promovendo discussões e garantindo os direitos dos fiéis de diversas religiões.

Inadmissível e inacreditável a intolerância religiosa que estamos vivendo. Eu não posso acreditar que Deus vá mandar alguém pegar uma kombi e ir perseguir pessoas. Temos que acabar com isso, Deus é amor e não ódio. Eu respeito quem é católico e evangélico, e quero respeito também”, enfatizou o vereador.

Astro de Ogum afirmou ainda que as tradições populares estão se perdendo, e que é preciso que o Poder Público aja para garantir a manutenção dessas tradições, para que não se percam da memória e das vivências.

Nossas tradições estão quase mortas. São Luís, no que se tratar de cultura popular, neste momento pode rasgar a carta da Unesco, a não ser que melhore e invista na manutenção da nossa cultura”, pontuou.

Durante sua fala, o parlamentar também pediu que a Casa dê celeridade à revisão do projeto de lei que visa regulamentar o transporte alternativo de São Luís, uma vez que a proposta não foi vetada pelo prefeito Eduardo Braide.

Que possamos dar celeridade, pois será uma proposta que beneficiará todos os usuários do transporte de São Luís”, encerrou.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.